Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/22149
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_GabrielRosaMarquesVeras_tcc.pdf6,21 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise da evolução espacial e temporal da morfologia urbana da Região Administrativa de Vicente Pires e a influência da ação antrópica nos processos de escoamento superficial
Outros títulos: Analysis of the space and temporal evolution of urban morphology of the Administrative Region of Vicente Pires and the influence of anthropological action in the surface-floating processes
Autor(es): Veras, Gabriel Rosa Marques
Orientador(es): Roig, Henrique Llacer
Assunto: Solo urbano - uso
Urbanização
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 12-Jun-2019
Referência: VERAS, Gabriel Rosa Marques. Análise da evolução espacial e temporal da morfologia urbana da Região Administrativa de Vicente Pires e a influência da ação antrópica nos processos de escoamento superficial. 2018. 31 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Geoprocessamento Ambiental)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Devido ao crescimento populacional, a expansão urbana desordenada e déficit de moradia, os grandes centros urbanos vêm trazendo consigo padrões peculiares de uso e ocupação não planejados do território, gerando impactos negativos e criando ambientes hostis à vida humana. Nessa situação, se enquadra o Distrito Federal, dividido em 31 regiões administrativas e situado na região Centro-Oeste, começou-se um processo de expansão e verticalização de periferias vem alterando as características similares em aspectos de cobertura e uso do solo, até características físicas das construções urbanas. Tipos de Estrutura Urbana (UST) são unidades espaciais mínimas que possuem certa homogeneidade no tipo de uso e cobertura do solo. Neste trabalho o conceito de UST é aplicado a partir da classificação visual e manual de fotografias aéreas com alta resolução espacial. O objetivo do trabalho foi identificar os padrões de estruturas urbanas, compreender e analisar a evolução da dinâmica espacial e temporal desses padrões para os anos de 1997, 2002 e 2009, utilizando como área de estudo a Região Administrativa de Vicente Pires. Diante dos resultados obtidos na classificação das UST e do mapa de risco elaborado por cunha (2012) conclui-se que as áreas com risco moderado e alto de alagamento estão situadas respectivamente nas classes urbanizadas e com alto grau de impermeabilidade (RH2, RH3, RH4, RM e T) e próximos aos corpos hídricos e encostas (RS). Conclui-se então, que a utilização temporal da classificação UST com seus diversos tipos de elementos morfológicos, permite a identificação da transição dos padrões ao longo dos anos.
Abstract: Due to population growth, disorderly urban sprawl and housing shortages, large urban centers have brought with them peculiar patterns of unplanned use and occupation of the territory, generating negative impacts and creating environments hostile to human life. In this situation, the Federal District, divided into 31 administrative regions and located in the Central-West region, forms part of a process of expansion and verticalization of peripheries that has altered similar characteristics in aspects of land cover and use, to physical characteristics of urban constructions. Types of Urban Structure (UST) are minimal spatial units that have a certain homogeneity in the type of use and land cover. In this work the UST concept is applied from the visual and manual classification of aerial photographs with high spatial resolution. The objective of the study was to identify the patterns of urban structures, to understand and analyze the evolution of the spatial and temporal dynamics of these patterns for the years of 1997, 2002 and 2009, using the Vicente Pires Administrative Region as the study area. Considering the results obtained in the classification of UST and the risk map developed by wedge (2012), it is concluded that areas with moderate and high flood risk are located in urbanized classes with high degree of impermeability (RH2, RH3, RH4 , RM and T) and close to the water bodies and slopes (RS). It is concluded that the temporal use of the UST classification with its different types of morphological elements allows the identification of the transition of the patterns over the years.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2018.
Informações de Acesso e Conteúdo: Autorização concedida pelo chefe do Instituto de Geociências para disponibilização na Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM).
Aparece na Coleção:Geoprocessamento Ambiental



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.