Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/21656
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AlineDiasFerreira_tcc.pdf1,37 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Vivendo na pele travesti : revisão documental e bibliográfica do movimento LGBT no Brasil
Autor(es): Ferreira, Aline Dias
Orientador(es): Montagner, Maria Inez
Assunto: Travestis
Movimentos sociais
Identidade de gênero
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 19-Mar-2019
Referência: Vivendo na pele travesti: revisão documental e bibliográfica do movimento LGBT no Brasil. 2018. 58 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: O presente estudo tem por finalidade debater sobre a participação da travesti no movimento LGBT. Realizou-se então um levantamento na base de dados pré-definida, buscando referências que discutissem sobre a temática. A partir dos artigos encontrados buscou-se realizar um levantamento dos assuntos que são mais apresentados referentes ao tema travesti, em que região mais se publicou e o ano em que mais se publicou sobre esse tema. Com o objetivo central compreender a construção e formação dos movimentos sociais que as travestis fazem parte, no período de 2012 a 2017. Contando com a identificação dos marcos históricos no movimento LGBT, no que diz respeito a participação da travesti no movimento e o mapeamento de políticas públicas de saúde voltadas a travesti, compreender as principais demandas do movimento LGBT relacionados às travestis e definição dos termos de identidade de gênero como objetivos específicos. Diante do que foi apresentado, o intuito desta pesquisa é justamente o de levantar alguns dados que pudessem indicar novos elementos a serem trabalhados com vista a obter uma maior inserção da travesti dentro do movimento LGBT e no campo da saúde, bem como a qualificação da sua participação no mesmo movimento. Concluímos que o campo da Saúde Coletiva e os sanitaristas devem se ocupar e se preocupar com a melhoria e expansão dos serviços de saúde no Brasil, tematizando a necessidade de mais pesquisas sobre a população travesti.
Abstract: The present study aims to discuss the participation of the transvestite in the LGBT movement. A survey was then carried out in the pre-defined database, searching for references that discussed the subject. From the articles found, a survey was made of the subjects that are most presented referring to the transvestite theme, in which region the most published and the year in which it was published on this topic. With the main objective to understand the construction and formation of the social movements that the travestis are part, in the period from 2012 to 2017. With the identification of the historical milestones in the LGBT movement, with respect to the participation of the transvestite in the movement and the mapping of public policies on transvestite health, understanding the main demands of the LGBT movement related to transvestites and defining the terms of gender identity as specific objectives. In the light of what has been presented, the purpose of this research is precisely to gather some data that could indicate new elements to be worked out with a view to obtaining a greater insertion of the transvestite within the LGBT movement and in the health field, as well as the qualification of its participation in the same movement.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Saúde Coletiva, 2018.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.