Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/21084
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AnaMariaAfonsoLiborio_tcc.pdf884,44 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Imprinting de um recém-nascido : relato de experiência sobre as reações das mulheres que escolheram parir naturalmente
Autor(es): Libório, Ana Maria Afonso
Orientador(es): Griboski, Rejane Antonello
Assunto: Parto normal
Enfermagem obstétrica
Humanização do parto
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 22-Nov-2018
Referência: LIBÓRIO, Ana Maria Afonso. Imprinting de um recém-nascido: relato de experiência sobre as reações das mulheres que escolheram parir naturalmente. 2017. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Trata-se de estudo observacional, narrativo por meio de um relato de experiência desenvolvido por discente de graduação em enfermagem, no período de março a maio de 2017, durante a disciplina obrigatória curricular –Estágio Supervisionado 2. O objetivo foi descreveras reações das mulheres que optaram por um parto natural, ao primeiro contato (visual, tátil e afetivo), isto é, o imprinting do recém-nascido em uma Casa de Parto. Os resultados evidenciam que o vínculo entre mãe e filho foi fortalecido com a abordagem humanizada da enfermagem obstétrica onde o contato pele a pele no período crítico, logo em seguida ao nascimento, foi uma intervenção necessária para o acontecimento do imprinting. Conclui-se que a descoberta da capacidade de parir dessas mulheres em contextos diferentes mostra que o corpo feminino quando conectado com o processo parturitivo cercado por pessoas respeitosas e um ambiente harmonioso, acolhedor é determinante para o sucesso do parto.
Abstract: This is an observational, narrative study through an experience report developed by undergraduate students in nursing from March to May 2017, during the compulsory curricular discipline -Supervised Internship 2. The objective was to describe the reactions of women whoopted for a natural birth, the first contact (visual, tactile and affective), that is, the imprinting of the newborn in a birthing house. The results show that the bond between mother and child was strengthened with the humanized approach of obstetrical nursing, where skin-to-skin contact in the critical period immediately after birth was a necessary intervention for the imprinting event. It is concluded that the discovery of the ability to give birth of these women in different contexts shows that the female body when connected with the parturition process surrounded by respectful people and a harmonious, welcoming environment is determinant for the success of childbirth.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2017.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons