Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/20591
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_CamilaCamargoMedeiros_tcc.pdf419,04 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Conhecimento e cuidado parental na promoção do desenvolvimento da criança nascida prematura
Autor(es): Medeiros, Camila Camargo
Orientador(es): Silveira, Aline Oliveira
Coorientador(es): Franzoi, Mariana André Honorato
Assunto: Prematuros - desenvolvimento
Crianças - desenvolvimento
Recém-nascidos
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 27-Ago-2018
Referência: MEDEIROS, Camila Camargo. Conhecimento e cuidado parental na promoção do desenvolvimento da criança nascida prematura. 2018. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Introdução: A prematuridade possui implicações na construção da parentalidade sendo necessária uma abordagem com maior atenção, pois exige dos pais ajustes e competências adicionais no cuidado da sua criança prematura. Considerando a especificidade dessa experiência o estudou teve como objetivo geral: compreender a influência do conhecimento e das práticas parentais no desenvolvimento da criança nascida prematura e como objetivos específicos: identificar as crenças parentais em relação ao cuidado do filho prematuro; descrever as práticas parentais no cuidado do filho prematuro; descrever o conhecimento parental em relação ao desenvolvimento do filho prematuro; e identificar as facilidades e as dificuldades vivenciadas pelos pais no cuidado e na promoção do desenvolvimento do filho prematuro. Metodologia: Trata-se de um estudo de delineamento transversal e abordagem qualitativa-interpretativa. Os participantes da pesquisa foram pais de crianças nascidas prematuras (antes de 37 semanas de idade gestacional). Para a coleta de dados foi utilizada a entrevista aberta em profundidade destinada à obtenção da narrativa dos pais acerca do conhecimento e do cuidado com o filho prematuro. A análise considerou as etapas do método de Análise das Narrativas com Abordagem Holística e Ênfase no Conteúdo à Luz do Referencial Teórico do Interacionismo Simbólico. Resultados: Os participantes da pesquisa foram 7 pais (6 mães e 1 pai) de crianças nascidas prematuras. As narrativas dos pais trazem como essência a relação de medos, insegurança, de cuidado e de maternidade/paternidade construída com o nascimento do filho prematuro e permitiram acessar os sentidos afetivos e emocionais atribuídos as suas vivências. As percepções dos pais foram descritas em quatro categorias temáticas: Crenças, medo e insegurança parental, Natureza do cuidado e conceito de maternidade e paternidade, Aprendizados e práticas parentais e Rede de apoio social. Considerações do estudo: A análise das narrativas permitiu descrever os conhecimentos, crenças e valores que sustentam as práticas parentais no contexto da prematuridade desvelando as repercussões desta experiência na vida, na autonomia e na adaptação dos pais ao nascimento e cuidado desenvolvimental do filho prematuro. Considera-se que os resultados deste estudo representam uma contribuição para os profissionais de saúde no sentido que traz construtos teóricos importantes para a implantação de estratégias de intervenção voltadas ao cuidado integral de famílias nessa situação. O engajamento da equipe de saúde deve ser constante, principalmente em relação ao seguimento do prematuro, buscando assim, manter a continuidade dos cuidados. Logo, a equipe de enfermagem deve atuar, tanto na área gerencial, como na área assistencial, buscando oferecer apoio e incentivo aos pais dos prematuros, propondo intervenções promotoras da parentalidade positiva.
Abstract: Introduction: Prematurity has implications in the construction of parenting, and a more careful approach is required, since it requires parents to adjust and add additional skills in the care of their premature child. Considering the specificity of this experience, the objective of this study was to understand the influence of knowledge and parental practices on the development of premature infants and the specific objectives: identify parental beliefs regarding the care of premature infants; describe parental practices in the care of preterm infants; describe the parental knowledge regarding the development of the premature child; and identify the facilities and difficulties experienced by the parents in the care and promotion of the development of the premature child. Method: This is a cross-sectional study with a qualitative-interpretative approach. Participants in the survey were parents of preterm infants (before 37 weeks of gestational age). For data collection, an in-depth open interview was used to obtain the parents' narrative about the knowledge and care of the premature child. The analysis considered the steps of the method of Analysis of Narratives with Holistic Approach and Emphasis on Content in Light of the Theoretical Referential of Symbolic Interactionism. Results: The study participants were 7 parents (6 mothers and 1 father) of children born prematurely. The parents' narratives bring as essence the relationship of fears, insecurity, care and maternity / paternity built with the birth of the premature child and allowed access to the affective and emotional senses attributed to their experiences. The parents' perceptions were described in four thematic categories: Beliefs, fear and parental insecurity, Nature of care and concept of motherhood and paternity, Learning and parental practices and Social support network. Study considerations: Narrative analysis allowed us to describe the knowledge, beliefs and values that support parental practices in the context of prematurity, revealing the repercussions of this experience on the life, autonomy and adaptation of parents to the birth and developmental care of the premature child. It is considered that the results of this study represent a contribution to health professionals in the sense that it brings important theoretical constructs for the implementation of intervention strategies aimed at the integral care of families in this situation. The engagement of the health team must be constant, especially in relation to the follow-up of the premature, in order to maintain continuity of care. Therefore, the nursing team should act, both in the management area and in the care area, seeking to offer support and encouragement to the parents of premature infants, proposing interventions that promote positive parenting.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2018.TCC.20591
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons