Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/19066
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_ArthurSchoueriColaco.pdf1,71 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise da capacidade de carga de fundação profunda com o uso do pressiômetro no solo do DF
Autor(es): Colaço, Arthur Schoueri
Orientador(es): Cunha, Renato Pinto da
Assunto: Solos - análise
Solos
Fundações (Construção civil)
Pressiômetro
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 17-Jan-2018
Referência: COLAÇO, Arthur Schoueri. Análise da capacidade de carga de fundação profunda com o uso do pressiômetro no solo do DF. 2017. viii, 53 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Engenharia Civil)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O comportamento do solo "in situ" é bastante complexo e é altamente influenciado pela geologia e pelo clima local. O entendimento do comportamento do solo é de suma importância para diversos projetos de engenharia. Uma forma de tentar prever o comportamento do solo é utilizando-se de ensaios de campo. Apesar de existirem vários tipos de ensaios de campo, culturalmente no Brasil tem-se o uso exaustivo das sondagens à percussão (SPT). Uma alternativa viável e de fácil execução é o ensaio pressiométrico. O presente trabalho tem por objetivo fazer uma análise dos métodos de cálculo da capacidade de carga de fundação profunda aplicados ao solo laterítico de Brasília, utilizando-se dos resultados do ensaio pressiométrico de Ménard. Para isso foram comparados os resultados de três ensaios pressiométricos e os resultados de cinco provas de carga em estacas escavadas, todos localizados no Campo Experimental da Universidade de Brasília. Para estimativa da capacidade de carga de carga vertical das estacas escavadas, foram utilizadas as equações e tabelas da metodologia do Laboratoire Central des Ponts et Chaussées, da França (LCPC-SETRA). O ensaio pressiométrico se mostra uma ótima alternativa para determinação de alguns parâmetros fundamentais ao entendimento do comportamento do solo; e a metodologia francesa do LCPC-SETRA se mostrou muito eficiente para estimativa da capacidade de carga do solo laterítico típico de Brasília – DF através do ensaio pressiométrico.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2017.
Aparece na Coleção:Engenharia Civil



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons