Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/18755
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_HeidiLuiseSchulte_tcc.pdf3,89 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Investigação da atividade de extratos de Schinus terebinthifolia em larvas de Aedes aegypti
Autor(es): Schulte, Heidi Luise
Orientador(es): Espindola, Laila Salmen
Coorientador(es): Mesquita, Mariana Laundry de
Assunto: Aedes aegypti
Vetores - controle
Ácidos graxos
Data de apresentação: 1-Dez-2017
Data de publicação: 20-Dez-2017
Referência: SCHULTE, Heidi Luise. Investigação da atividade de extratos de Schinus terebinthifolia em larvas de Aedes aegypti. 2017. 52 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Aedes aegypti é o principal vetor transmissor de arboviroses como dengue, Zika, chikungunya e febre amarela, doenças que tem sido motivo de grande preocupação em inúmeros países. Apesar dos avanços no desenvolvimento de vacinas, apenas a imunização contra febre amarela está disponível, tornando o combate ao vetor a principal arma no controle da transmissão de arboviroses. Além disso, a resistência aos inseticidas mais utilizados, assim como seus efeitos deletérios ao ambiente, fazem necessária a busca por agentes alternativos para auxiliar no controle do vetor. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi investigar a atividade de extratos de Schinus terebinthifolia em larvas de Aedes aegypti. Essa pesquisa esta inserida dentro do Componente 1 do projeto ArboControl – pesquisa para o controle do vetor Aedes aegypti, no âmbito da investigação larvicida do Banco de Extratos de Plantas do Bioma Cerrado do Laboratório de Farmacognosia/FS/UnB. Foram testados 12 diferentes extratos de S. terebinthifolia, dos quais sete apresentaram mortalidade acumulada superior a 90% das larvas testadas. A atividade larvicida se concentrou nos extratos de baixa a média polaridade. Quatro destes extratos foram préfracionados em SPE-Diol, e as frações resultantes foram testadas em larvas do 3° estádio. As frações ativas foram analisadas por RMN 1H, e revelaram a presença predominante de ácidos graxos insaturados. Essa observação preliminar do perfil químico sugere possível atividade larvicida de ácidos graxos insaturados presentes em extratos de Schinus terebinthifolia. Estes extratos terão sua atividade investigada mais afundo e, com continuidade do fracionamento, objetivando a identificação e isolamento das substâncias larvicidas.
Abstract: Aedes aegypti is the main vector of arboviruses such as dengue, Zika, chikungunya and yellow fever, diseases that are cause of great concern worldwide. Despite advances in vaccine development, only immunization against yellow fever is currently available, making vector control the main weapon in controlling arboviruses transmission. In addition, resistance to the most frequently used insecticides, as well as their deleterious effects on the environment, make it necessary to search for alternative agents to aid in vector control. Thus, the purpose of this study was to investigate the activity of extracts of Schinus terebinthifolia in Aedes aegypti larvae. This research is part of Component 1 of the ArboControl project - search for control of the vector Aedes aegypti, in the scope of larvicidal investigation of the Bank of Plant Extracts of the Cerrado Biome from Laboratório de Farmacognosia/FS/UnB. Twelve different S. terebinthifolia extracts were tested, of which seven presented cumulative larvae mortality higher than 90%. The larvicidal activity was concentrated in the extracts of low to medium polarity. Four of these extracts were pre-fractionated in SPE-Diol. The most active fractions in this assay were subjected to 1H NMR analysis, which revealed predominant presence of unsaturated fatty acids in all samples. Therefore, it was possible to suggest that the larvicidal activity found in extracts of Schinus terebinthifolia is related to the presence of unsaturated fatty acids. All extracts will have their activity further investigated and fractionated in the follow-up of this project, aiming at the identification and isolation of larvicidal compounds.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento em Farmácia, 2017.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons