Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/17421
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_JessicaGoncalvesPereira_tcc.pdf735,72 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Benefícios do Método Canguru em uma maternidade escola : percepção de enfermeiros e familiares
Autor(es): Pereira, Jéssica Gonçalves
Orientador(es): Silveira, Aline Oliveira
Assunto: Método Canguru
Prematuros
Recém-nascidos - assistência hospitalar
Data de apresentação: 2-Dez-2016
Data de publicação: 13-Jul-2017
Referência: PEREIRA, Jéssica Gonçalves. Benefícios do Método Canguru em uma maternidade escola: percepção de enfermeiros e familiares. 2016. 34 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O Método Canguru (MC) foi criado para qualificar o cuidado neonatal, garantindo uma assistência humanizada e integral ao recém-nascido prematuro e de baixo peso e sua família. Considerando a recentemente implantação do MC nas Unidades Neonatal e Materno-Infantil, torna-se importante avaliar os benefícios e as possíveis dificuldades para a sua consolidação. Objetivo: Descrever a avaliação de enfermeiros e familiares sobre os benefícios do Método Canguru. Método: Foi realizada uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa. A coleta de dados deu-se através de entrevista em profundidade com 5 enfermeiras que atuam na maternidade e 5 pais/mães de neonatos de risco, prematuros e de baixo peso que vivenciaram o MC. A análise seguiu as etapas do método de Pesquisa de Narrativas. Resultados: Foram identificados núcleos temáticos inter-relacionados e representativos das concepções, das ações, dos processos e dos benefícios vivenciados no Método Canguru na perspectiva de enfermeiros e pais. Obteve-se uma visão ampliada das dificuldades enfrentadas para a consolidação do MC. Conclusão: Os benefícios clínicos, interacionais e psicoemocionais proporcionados por meio do MC são inquestionáveis na visão de pais e enfermeiros. Entretanto, ainda não é prática prevalente e sistemática nas unidades de cuidado neonatal e materno-infantil e dentre os desafios para a consolidação destaca-se a capacitação, instrumentalização e conscientização dos profissionais de saúde.
Abstract: The Kangaroo Method (KM) was created to qualify neonatal care, ensuring a humane and comprehensive care for premature and low birth weight newborns and their family. Considering the recent implantation of the KM in the Neonatal and Maternal-Infant Units, it’s important to evaluate the benefits and possible difficulties for its consolidation. Objective: To describe the evaluation of nurses and family members about the benefits of the Kangaroo Method. Method: A descriptive research was carried out with a qualitative approach. Data were collected through an in-depth interview with 5 nurses working in the maternity ward and 5 parents / mothers of preterm and low-risk newborns who experienced KM. The analysis followed the steps of the Narrative Research method. Results: Were identified interrelated e representative thematic center of the conceptions, actions, processes and benefits experienced in the Kangaroo Method from the perspective of nurses and parents. It was obtained an expanded view of the difficulties faced for the consolidation of the KM. Conclusion: The clinic benefits, interactional and psycho-emotional provided through the KM are unquestionable in the view of parents and nurses. However, it is still not a prevalent and systematic practice in neonatal and maternal-infant care units, and among the challenges for consolidation is the training, instrumentalization and awareness of health professionals.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2016.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons