Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/1666
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_DanyellaMouraPereiraNeto.pdf462,33 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Taxa de juros e controle da inflação : a defasagem de tempo entre as duas variáveis
Autor(es): Pereira Neto, Danyella Moura
Orientador(es): Oliveira Neto, José Carneiro da Cunha
Assunto: Taxas de juros
Política monetária
Política econômica - Brasil
Inflação
Data de apresentação: 2-Fev-2011
Data de publicação: 4-Mai-2011
Referência: PEREIRA NETO, Danyella Moura. Taxa de juros e controle da inflação: a defasagem de tempo entre as duas variáveis. 2011. 70 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: O Regime de Metas para a Inflação, adotado no Brasil em junho de 1999 representou uma das grandes medidas adotadas objetivando a otimização da política econômica e monetária do país. Observa-se após essa instauração uma maior precisão quanto às expectativas e quanto ao controle do fenômeno da inflação. A taxa Selic consiste no instrumento utilizado para o controle inflacionário. Estabelece-se uma relação inversamente proporcional entre as variáveis, dessa forma, configurando-se na capacidade de um aumento na taxa básica de juros refletir em um desaquecimento da economia e, consequentemente, no controle da inflação. Através do Modelo de Regressão Linear e pautando-se na utilização do Método dos Mínimos Quadrados Ordinários a pesquisa revelou que são necessários quatro meses para que uma alteração na taxa de juros seja significativa e, dessa forma, exerça impactos sobre a inflação. De maneira geral, expõe-se a necessidade de que as autoridades monetárias, assim como todo o mercado, fundamentem-se em medidas de antecipação para evitar qualquer discrepância nos principais índices da economia e, assim, do mercado. Ressalta-se aqui a relevância das variáveis macroeconômicas em todos os setores da vida social, influenciando, naturalmente, o dia-a-dia da sociedade. Além disso, os impactos sobre a administração financeira são significativos e podem ser observados, principalmente, em políticas de dividendos, investimentos e financiamentos das organizações.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2011.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons