Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/16085
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_FlaviaMeirellesdeSouza_tcc.pdf833,72 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Idosos : um perfil cada vez mais frequente na realidade da unidade de terapia intensiva
Outros títulos: The elderly population : an increasingly frequent profile in the reality of the intensive unit care
Autor(es): Souza, Flávia Meirelles de
Orientador(es): Magro, Marcia Cristina da Silva
Assunto: Idosos - saúde
Unidade de tratamento intensivo
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 22-Fev-2017
Referência: SOUZA, Flávia Meirelles de. Idosos: um perfil cada vez mais frequente na realidade da unidade de terapia intensiva. 2016. [40] f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Ceilândia-DF, 2016.
Resumo: Introdução: A idade avançada dos pacientes é uma variável que alcança grande relevância por provocar maior necessidade de recursos na unidade de terapia intensiva (UTI), com aumento da relação custo-benefício, por prolongados períodos. A população está envelhecendo, e, com isso, o número de pessoas com doenças crônicas degenerativas está aumentando, bem como a necessidade de internação na UTI. Objetivo: Traçar o perfil do idoso na UTI de um hospital público do Distrito Federal. Método: Estudo transversal, quantitativo desenvolvido na UTI geral e adulta do Hospital Regional de Ceilândia. A amostra foi constituída de 14 idosos. Foram incluídos os pacientes com idade igual ou acima de 60 anos e excluídos os pacientes em cuidados paliativos. Os dados foram expressos em frequência absoluta (n) e frequência relativa (%), média e em mediana e percentil 25 e 75. Resultados: Constatou-se que a amostra estudada apresentou idade média avançada (72±9,2 anos). A maioria era do sexo masculino (57%). Dentre os diversos diagnósticos médicos encontrados, as doenças que acometem o sistema respiratório tiveram predominância, dentreelas a pneumonia (21,4%). A comorbidade predominante foi hipertensão arterial sistêmica e o diabetes mellitus (21,4%). Foram constatadas diversas complicações durante o período de internação, mas as com maior incidência foram os casos de insuficiência respiratória aguda (64,3%) e lesão renal aguda (57,1%). Conclusão: Constatou-se a presença de idosos de idade avançada com comorbidades características do envelhecimento e internações predominantes por problemas respiratórios.
Abstract: Abstract: The patient's old age is a variable that shows great relevancy as it creates a bigger need of resources in the intensive care unit (ICU), with an increase of the cost-benefit relation for extended periods of time. The population is getting older, a fact which causes the number of people with chronic degenerative diseases to increase, as well as the need of ICU hospitalization. Objective: To trace the profile of an elderly user of a public hospital's ICU in Distrito Federal. Methods: A quantitative and transversal study developed at the adult/general ICU of Hospital Regional de Ceilândia. The sample was constituted of 14 elderly people. Patients that are 60 or more were included and patients in palliative care were excluded. The data was expressed in absolute frequency ?? and relative frequency (%), average and median and percentages 25 and 75. Results: The study observed that the studied sample showed advanced average age (72±9, 2 years). Most were males (57%). Within the several medical diagnoses found, diseases that tackle the respiratory system were predominant, among them pneumonia (21.4%). The predominant comorbidities were systemic arterial hypertension and diabetes mellitus (21.4%). Several complications were observed during the hospitalization period, but the ones with greater incidence were cases of acute respiratory failure (64.3%) and acute kidney damage (57.1%). Conclusion: It was found the presence of older elderly aging characteristics and comorbidities predominant admissions for respiratory problems.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Enfermagem, 2016.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons