Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/15768
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_AnaPaulaBezerraCavalcante.pdf1,39 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise do polimorfismo na região promotora do gene da interleucina 18 (-137 g/c) em pacientes com acidente vascular encefálico hemorrágico e aneurisma intracerebral
Autor(es): Cavalcante, Ana Paula Bezerra
Orientador(es): Haddad, Daiani Cristina Cilião Alves
Assunto: Polimorfismo (Genética)
Acidente vascular cerebral
Aneurisma cerebral
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 17-Jan-2017
Referência: CAVALCANTE, Ana Paula Bezerra. Análise do polimorfismo na região promotora do gene da interleucina 18 (-137 g/c) em pacientes com acidente vascular encefálico hemorrágico e aneurisma intracerebral. 2015. 83 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Ceilândia-DF, 2015.
Resumo: Introdução: O Acidente vascular encefálico (AVE) é considerado uma das maiores causas de morte e dependência funcional no país e no mundo. AVE hemorrágico caracteriza-se pelo extravasamento de sangue dentro do cérebro ou entre o crânio e o cérebro devido à ruptura de um vaso ou rompimento de um aneurisma. Os aneurismas são patologias vasculares que surgem como uma expansão anormal em uma porção da artéria devido à fraqueza dentro da parede do vaso. IL-18 possui um papel importante na patogênese do AVE e polimorfismos na região promotora tem sido associados com seus níveis de expressão. Metodologia: A detecção dos polimorfismos do gene da IL-18-137C/G foi realizado pela técnica PCR-SSP em amostras de pacientes apresentando aneurisma (n=30), acometidos por AVEH (n=43) e ainda indivíduos saudáveis (n=67). Resultados: Os estudos revelaram que houve uma tendência do alelo IL-18-137G ser fator de risco para aneurisma, apesar de não ser estatisticamente significante. Ainda, com relação a avaliações de déficit neurológico e dependência funcional (escalas de Rankin e NIHSS e índice de Barthel), apesar de não ser estatisticamente significante, os pacientes com o genótipo IL-18-137GG foram mais frequentes nas classificações de níveis relacionadas àaomaior comprometimento, enquanto o genótipo IL-18-137CC mais frequente nas escalas de menor comprometimento. Conclusão: Apesar do polimorfismo IL-18-137C/G não apresentar resultados estatisticamente significantes, observamos certa tendência ao genótipo IL-18-137GG no risco para aneurisma. Alem disso, esse genótipo foi mais frequente nos maiores níveis de déficit neurológico e dependência funcional, o que talvez possa se comprovar através de estudo com número maior de indivíduos.
Abstract: Introduction: Stroke is considered one of the largest causes of death and functional dependence in the country and worldwide. Hemorrhagic stroke consists of a blood extravasation within the brain, or between the skull and the brain, due to rupture of a vase or breakup of an aneurysm. Aneurysms are vascular pathologies that arise as an abnormal expansion into a portion of the artery due to weakness within the wall of vessel. IL-18 have an important role in pathogenesis of the AVE and polymorphisms in its promoter region has been associated with the levels of expression. Methodology: The detection of polymorphism of IL-18-137C/G gene was performed by PCR-SSP technique in samples of patients having aneurysms (n = 30), affected by AVEH (n = 43) and also healthy individuals (n = 67). Results: The study revealed that there was a tendency of IL-18-137G allele to be a risk factor for aneurysms, although not statistically significance was found. Still, in relation to neurological deficit assessments and functional dependence (Rankin scales and NIHSS and Barthel index), although not statistically significant, patients with the IL-18-137GG genotype were more common in ratings related to levels of greater commitment, while the IL-18-137CC genotype were more frequent in lower commitment scales. Conclusion: Despite the IL-18-137C/G polymorphism did not show statistically significant results, a tendency to IL-18-137GG genotype on risk for aneurysm was observed. Also, these genotype was more frequent in higher levels of neurological deficit and functional dependence, which may could be proven with a larger number of subjects studied.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Farmácia, 2015.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons