Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/15538
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_EvanexGoncalvesDaSilvaTeixeira_tcc.pdf726,81 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Impactos causados pela deficiência intelectual no sistema familiar
Autor(es): Teixeira, Evanex Gonçalves da Silva
Orientador(es): Martins, Linair Moura Barros
Assunto: Deficiência intelectual
Família
Deficientes
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 6-Jan-2017
Referência: TEIXEIRA, Evanex Gonçalves da Silva. Impactos causados pela deficiência intelectual no sistema familiar. 2015. 45 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: Este trabalho é uma investigação sobre o impacto que a chegada de um filho com deficiência pode causar no sistema familiar. Foi adotado neste trabalho, o método qualitativo, sendo que, foram escolhidas aleatoriamente cinco mães com filhos estudantes na APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, de uma cidade no interior de Minas Gerais, estes filhos possuem idades entre cinco e onze anos. Foi desenvolvida uma entrevista semiestruturada, com o objetivo de identificar o impacto emocional da notícia de que o bebê tenha alguma deficiência, as angústias relacionadas ao futuro e as questões relacionadas à inserção no mundo familiar e social. Cada entrevista teve duração de aproximadamente 30 minutos. As informações foram coletadas na casa das participantes e posteriormente transcritas. Para a compreensão dos dados os mesmos foram analisados e comparados com dados já existentes na literatura. Os resultados mostraram sentimentos de choque, tristeza e decepção, dificuldade na compreensão do diagnóstico e que não há uma relação entre o grau de escolaridade e compreensão do diagnóstico. Foi identificada também uma grande tendência a atribuir a causa da deficiência intelectual dos filhos à uma missão divina. Outro ponto identificado foi que na maioria das vezes o preconceito vem da própria família e depois do grupo social. Com esta investigação pode-se perceber o quanto é importante uma intervenção junto à família das pessoas com deficiência intelectual com o propósito tanto de acolher quanto de sanar suas dúvidas.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons