Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/15248
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_DioneEduardoDaSilvaFernandes_tcc.pdf1,17 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Inclusão escolar de um aluno acometido por toxoplasmose congênita e baixa visão no município de Barretos-SP
Autor(es): Fernandes, Dione Eduardo da Silva
Orientador(es): Ramos, Patrícia C. Campos
Assunto: Inclusão escolar
Estudantes com necessidades educativas especiais
Toxoplasmose congênita
Crianças deficientes - educação
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 19-Dez-2016
Referência: FERNANDES, Dione Eduardo da Silva. Inclusão escolar de um aluno acometido por toxoplasmose congênita e baixa visão no município de Barretos-SP. 2015. 61 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: A toxoplasmose congênita é uma infecção causada pelo Toxoplasma gondii capaz de causar algumas doenças no feto, como a baixa visão e cegueira, inserindo o indivíduo num processo escolar inclusivo para garantir acessibilidade aos estudos. O objetivo deste estudo foi analisar o processo inclusivo escolar de um aluno do 3° ano do Ensino Fundamental de uma escola municipal de Barretos-SP, acometido por toxoplasmose congênita, matriculado em sala regular e participante do processo inclusivo por apresentar baixa visão e o braço esquerdo levemente atrofiado. Usamos a Pesquisa-ação, o Teste do Par Educativo (TPE) e Entrevistas com a mãe, professora-regente e professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) como metodologia para construção das informações. Os resultados mostraram que o aluno aprende e, suas Necessidades Educacionais Especiais (NEEs) foram ocasionadas pela toxoplasmose congênita, inserindo-o num extenso processo escolar inclusivo. No entanto, há exclusão do participante pelos alunos regulares e o participante é agressivo com os alunos regulares porque eles o excluem; sua relação com a mãe e a professora regente é mais conflituosa que sua relação com a professora do AEE. A presente pesquisa indica a importância do planejamento de estratégias de intervenção em sala de aula, mediação do professor nas relações entre alunos regulares e com NEEs e união entre a família e a escola
Informações adicionais: Trabalho de conclusão (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons