Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/14244
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JoseGomesdaSilva.pdf398,75 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A Escola do Campo Madre Cristina e sua práxis na formação dos educandos em relação às experiências agroecológicas
Autor(es): Silva, Jose Gomes da
Orientador(es): Reck, Jair
Assunto: Educação do campo
Agroecologia
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 19-Ago-2016
Referência: SILVA, Jose Gomes da. A Escola do Campo Madre Cristina e sua práxis na formação dos educandos em relação às experiências agroecológicas. 2015. 48 f. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: Este trabalho consistiu em investigar, descrever, analisar, examinar, identificar qual a contribuição da Escola Estadual Madre Cristina na formação dos educandos em relação às experiências agroecológicas no Assentamento Roseli Nunes no município de Mirassol D´Oeste – MT. Para realização e desenvolvimento tivemos como metodologia o estudo de caso e pesquisa qualitativa com aplicação de questionário, coleta de dados por meio de entrevistas estruturadas. A base teórica é formada pelos autores PISTRAK (2000), RECK (2007), CALDART (2006), QUEIROZ (2004) entre outros, enfatizando e permitindo a discussão por meio do processo de reforma agrária, luta pela democratização do acesso a terra, agroecologia como forma de uma nova matriz de produção com o objetivo de contrapor os efeitos da Revolução Verde. Apresenta ações através da escola e à Associação Regional de produtores agroecológicos-ARPA que proporciona a emancipação dos sujeitos coletivos, associados ao cooperativismo, à solidariedade, fundamentados pelos princípios da Educação do Campo. Com isso, é possível contribuir com as discussões políticas dos sujeitos do Campo, como instrumento questionador do modelo do agronegócio que vem cada vez mais avançando, inclusive, sobre os territórios conquistados nas lutas pela Reforma Agrária.
Abstract: This work is to investigate, describe, analyze, examine, identify the contribution of the State School Madre Cristina in the training of students in relation to agro-ecological experiences in the Settlement Roseli Nunes in Mirassol D'Oeste – MT. For achievement and development as we approach the case study and qualitative research with questionnaires, data collection through structured interviews. The theoretical basis is formed by the authors Pistrak (2000), RECK (2007), CALDART (2006), Queiroz (2004) among others, emphasizing and enabling the discussion through the process of agrarian reform, fight for the democratization of access to land, agroecology as a way to a new generation matrix in order to counteract the effects of the Green Revolution. It presents actions through the school and the Regional Association of agroecological ARPA-producers that provides the emancipation of the collective subjects associated with the cooperative, solidarity, based on the principles of Rural Education. This makes it possible to contribute to the political discussions of the subject field, as questioner instrument of invasion of territories.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, 2015.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons