Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/14023
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_MariaCeliaLaranjeiraRigonatto.pdf1,42 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Identificação de pacientes diabéticos e hipertensos com risco para lesão renal aguda na atenção primária : medidas de prevenção propostas por enfermeiros
Outros títulos: Identification of diabetic and hypertensive patients at risk for acute renal failure in primary care : prevention measures proposed by nurses
Autor(es): Rigonatto, Maria Célia Laranjeira
Orientador(es): Magro, Marcia Cristina da Silva
Assunto: Atenção primária à saúde
Lesão renal aguda
Diabéticos
Hipertensos
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 9-Ago-2016
Referência: RIGONATTO, Maria Célia Laranjeira. Identificação de pacientes diabéticos e hipertensos com risco para lesão renal aguda na atenção primária: medidas de prevenção propostas por enfermeiros. 2016. 55 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Ceilândia-DF, 2016.
Resumo: Introdução: Estudos apontam que a lesão renal aguda (LRA) além de estar cada vez mais associada com morbidades severas é um fator de risco independente para a mortalidade e, portanto indivíduos com predisposição para disfunção renal como paciente com diabetes mellitus e hipertensão arterial devem ser identificados e ter seus riscos minimizados. Objetivo geral: Identificar indivíduos hipertensos e diabéticos com risco para LRA na atenção primária e as medidas de prevenção propostas por enfermeiros para esses indivíduos. Método: Estudo observacional, longitudinal, prospectivo, desenvolvido em uma unidade básica de saúde do Distrito Federal. Foi realizado durante doze meses. A casuística foi composta de 51 pacientes diabéticos e hipertensos e duas enfermeiras. Os dados foram coletados por meio da aplicação de dois questionários semiestruturado, sendo um destinado aos clientes e o outro aos profissionais de saúde. Para realizar o estadiamento da função renal utilizou-se a classificação RIFLE. Para descrição dos resultados foram calculadas as frequências relativas e absolutas, média, desvio padrão e mediana (percentil 25 e 75). Resultados: Do total de 51 pacientes, 23,2% indivíduos evoluíram com disfunção renal. A média do menor clearence de creatinina variou de 74±27 mL/min/1,73m2. Ambas as enfermeiras, participantes do estudo ao prestar os seus cuidados destacaram uma conduta prioritariamente biomédica, centrada na doença. Conclusão: Nesse estudo identificou-se que 1/4 da amostra evoluiu com disfunção renal, nos estágios de risco e lesão renal. Há uma carência de conhecimento e de implementação de medidas preventivas para indivíduos com LRA por enfermeiros da rede de atenção básica de saúde.
Abstract: |Introduction: Studies indicate that acute kidney injury (AKI) in addition to being increasingly associated with severe morbidity is an independent risk factor for mortality and therefore individuals predisposed to renal dysfunction in patients with diabetes and hypertension should be identified and have their risks minimized. Objective: To identify hypertensive and diabetic patients at risk for AKI in primary care and preventive measures proposed by nurses for these individuals. Method: Observational, longitudinal, prospective, developed in a basic health unit of the Federal District. It was performed in twelve months. The sample was composed of 51 diabetic and hypertensive patients and two nurses. Data were collected through the application of two semi-structured questionnaires, one for clients and other health professionals. In order to achieve the staging of renal function used to RIFLE classification. For a description of the results of the frequencies were calculated relative and absolute, average, standard deviation and median (25th and 75th percentiles). Results: Of the 51 patients, 23.2% individuals evolved with renal dysfunction. The lowest average creatinine clearance varies 74-27 mL/min/1.73m2. Both nurses, study participants to provide their care highlighted a conduct biomedical primarily focused on disease. Conclusion: In this study it was found that 1/4 of the sample evolved with renal impairment, in stages of risk and kidney damage. There is a lack of knowledge and implementation of preventive measures for individuals with AKI by nurses from primary care health system.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Enfermagem, 2016.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons