Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/14019
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_PedroRibeiroMartins.pdf1,55 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Relações entre uso e cobertura da terra e unidades geomorfológicas na bacia hidrográfica do ribeirão Mestre D’armas (DF)
Autor(es): Martins, Pedro Ribeiro
Orientador(es): Couto Júnior, Antônio Felipe
Assunto: Biomas
Cerrado
Geomorfologia
Gestão
Recursos naturais
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 8-Ago-2016
Referência: MARTINS, Pedro Ribeiro. Relações entre uso e cobertura da terra e unidades geomorfológicas na bacia hidrográfica do ribeirão Mestre D’armas (DF). 2015. 39 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Naturais)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: Nas últimas décadas, mais da metade da extensão original do bioma Cerrado foi transformada em pastagens, culturas anuais e outros tipos de uso. Apesar dessa intensificação, nos últimos vinte anos observou-se uma estabilização em relação à abertura de novas áreas antropizadas, principalmente, devido às características do meio físico desse bioma. O monitoramento dessas alterações pode ser feito por meio de dados de sensores orbitais, que possibilitam o mapeamento das dinâmicas das coberturas da terra e seus padrões de distribuição espacial. O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica da paisagem da bacia do ribeirão Mestre D’armas, por meio do levantamento do uso e cobertura da terra entre os anos de 1985 e 2014, e suas relações com o relevo. A partir dos dados adquiridos pelo projeto Shuttle Radar Topography Mission (SRTM), foi delimitada automaticamente a área de drenagem desta bacia. Foram mapeados os usos e coberturas da terra no intervalo estudado, tendo sido utilizados dados dos sensores Thematic Mapper (TM) e Operational Land Imager (OLI) a bordo dos satélites Landsat 5 e 8, repectivamente. Esses resultados foram avaliados em função do mapeamento geomorfológico realizado por Sena-Souza et al. (2014). A partir dos mapeamentos de cobertura da terra, constatou-se que as ocupações agropastoris são as principais responsáveis dentre as classes de uso da terra pela conversão de áreas naturais, padrão observado desde o início da ocupação do Cerrado. Com a sobreposição do mapeamento de cobertura ao de geomorfologia, observou-se que a unidade geomorfológica Rampa de Colúvio Proximal apresentou, em um período de 29 anos, uma perda de 10,68 km² de áreas naturais, sendo 7,25 km² por atividades agropastoris. Na unidade Rampa de Colúvio Distal, verificou-se uma conversão de 11,89 km² das áreas naturais, em sua maior parte, causada pelo adensamento urbano (8,35 km²). De 1985 a 2014, as áreas naturais da unidade Rebordo apresentaram uma perda de 9,86 km², com um aumento de 29,37% de áreas antrópicas neste período. Por fim, na unidade Frente de Recuo Erosivo, as áreas naturais, apresentando uma perda de 10,67% de sua área total em 29 anos, devido ao padrão de relevo acidentado que não favorece atividades humanas. As atividades antrópicas ficaram concentradas nas áreas das Rampas de Colúvio e também nas Chapadas. Esse padrão de ocupação pode influenciar futuros problemas relacionados à erosão nessa bacia. Dessa forma, é importante o desenvolvimento de estudos de quantificação dos processos erosivos da bacia, como subsídio para o ordenamento territorial.
Abstract: In the last decades, more than half of original area of the Cerrado biome has been transformed into pastures, annual crops and other uses. Besides this intensification, the last twenty years there was a stabilization relative to opening new land to human activity, mainly due to the physical characteristic of the biome. These shifts monitoring should use orbital data that allow the dynamic land cover mapping and their spatial distribution patterns. The present study aimed to evaluate landscape dynamic of the Mestre D’armas basin, establishing the relation between the land cover and its relation with the relief. The Shuttle Radar Topographic Mission (SRTM) data was used to generate automatically the drainage area. The land cover considered the period between 1985 and 2014 and used the Thematic Mapper (TM) and Operational Land Imager (OLI) onboard of the Landsat 5 and 8, respectively. These results were evaluated based on the geomorphological mapping by Sena-Souza et al. (2014). The land cover mapping evidenced that the crop and pasture activities were the most responsible for the land conversion of natural areas, similar pattern observed since the beginning of the Cerrado occupation. The Proximal Colluvium Ramp had lost 10.68 km² of natural areas in 29 years, of which 7.25 km² for agropastoral activities. In Distal Colluvium Ramp, there was a conversion of 11.89 km² of natural areas in the same period, mainly by urban expansion (8.35 km²). From 1985 to 2014, the natural areas in the Flange there were lost 9.86 km², with an increase of 29.37% of anthropic areas in this period. Finally, in the Erosive Setback Front, natural areas have lost 10.68% of its total area in 29 years, due to its steep reliefs that are not very favorable for human activities. Human activities were concentrated in the areas of Colluvium Ramps and in the Chapadas. This pattern of occupation may influence future environmental problems, especially erosion. Thus, it would be important to develop quantification studies of the erosion processes in the basin, as a subsidy for land use planning.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Campus Planaltina, 2015.
Aparece na Coleção:Gestão Ambiental



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons