Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/13845
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_IsabelaKarenPereiraGoncalves.pdf854,65 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Uso de medicamentos no tratamento do uso problemático de álcool e outras drogas na visão dos usuários
Autor(es): Gonçalves, Isabela Karen Pereira
Orientador(es): Gallassi, Andrea Donatti
Assunto: Medicamentos - utilização
Alcoolismo
Farmacoterapia
Alcoólatras
Alcoolismo
Alcoolismo - tratamento
Drogas - usuários
Drogas - usuários - tratamento
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 26-Jul-2016
Referência: GONÇALVES, Isabela Karen Pereira. Uso de medicamentos no tratamento do uso problemático de álcool e outras drogas na visão dos usuários. 2016. 39 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O uso de álcool e outras drogas é uma prática antiga e de grande relevância cultural. Contudo, o consumo problemático pode envolver prejuízos tanto para o indivíduo em uso, quanto para seu contexto social. Entende-se que, do ponto de vista terapêutico, os medicamentos podem auxiliar reduzindo danos dos sintomas de abstinência enquanto intervenções comportamentais e psicossociais também sejam usadas com maior eficiência em atingir os objetivos do tratamento estabelecidos pelo indivíduo. Tais informações sugerem a importância de entender o ponto de vista dos usuários em relação aos fármacos direcionados ao tratamento do consumo problemático de álcool e outras drogas. Entretanto, dispõem-se de poucos estudos que tratam desse assunto. Por isso, tem-se por objetivo analisar as visões dos usuários que buscam tratamento no CAPS ad quanto as intervenções farmacológicas. Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal e quantitativo. Este trabalho é derivado de uma pesquisa maior, longitudinal e que ainda está em andamento. Foram utilizados os dados sociodemográficos e de satisfação com os serviços e recursos da unidade. Os participantes da pesquisa foram recrutados no CAPS ad III– Ceilândia, Distrito Federal. Quando perguntados sobre o motivo de procurarem pelo CAPS ad, 46% responderam que foi pela falta de qualidade de vida e 29%, por Indicação ou Medidas Judiciais. Grande parte, 87% dos entrevistados, possuía perspectivas positivas em relação ao tratamento. Em geral, 50% diz que os fármacos são importantes no controle de sintomas relacionados à saúde mental e 29% defende que eles ajudam a manter a abstinência total. Por outro lado, 21% declara não acreditar que os medicamentos sejam necessários para o tratamento. De modo geral, as respostas se enquadram nas funções dos fármacos, segundo a literatura. Um único fator foi a abstinência total, a qual precisará do auxílio de intervenções psicossociais para que seja mais efetiva.
Abstract: The use of alcohol and other drugs is a cultural relevant old practice. However, excessive consumption may involve losses not only for the individual but also for the ones in his/her social context. From a therapeutic point of view, medications may offer relief from the withdrawal symptoms so that psychosocial and behavioral interventions can be used more efficiently. Such information emphasize the importance of understanding the users point of view about pharmacotherapies used on the treatment of problematic use of alcohol and other drugs. However, there are few studies approaching this subject. Therefore, the goal of this study is to analyze the perceptions about the pharmacological interventions of users seeking treatment. This is a quantitative cross-sectional descriptive study. It was emerged from a larger and longitudinal one that is still in progress and from which sociodemographic and satisfaction with the services of the unit data was used. The participants were recruited in CAPS ad III- Ceilândia, Distrito Federal. When asked about the reason for seeking CAPS ad, 46% replied it was because of the lack of quality of life and 29%, by indication or judicial order. Overall, many (87%) participants had a positive outlook regarding treatment. Half of them (50%) said the medications are important in controlling symptoms related to mental health and 29% support the idea that they help to maintain total abstinence. On the other hand, 21% said they did not believe medications are needed for this mean. Finally, the answers fit to what the literature says about them. There were no big unconformities. The only factor to consider was the Total Abstinence, which participants answered as a goal of pharmacotherapy but, in fact, medications alone are not efficient. It will need psychosocial interventions to become more effective.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Farmácia, 2016.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons