Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/13297
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JulianadeFreitasFerreira.pdf1,73 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Levantamento sobre o conhecimento e prática do uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos por profissionais da atenção básica da Regional do Paranoá
Autor(es): Ferreira, Juliana de Freitas
Orientador(es): Silveira, Dâmaris
Coorientador(es): Sales, Paloma Michelle de
Assunto: Atenção primária à saúde
Plantas medicinais
Fitoterapia
Data de apresentação: 4-Dez-2015
Data de publicação: 7-Jun-2016
Referência: FERREIRA, Juliana de Freitas. Levantamento sobre o conhecimento e prática do uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos por profissionais da atenção básica da Regional do Paranoá. 2015. 90 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: No Brasil a aprovação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS e da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos em 2006 permitiu a normatização das práticas integrativas e complementares, a oferta destas práticas para a população e ainda o incentivo de pesquisa e ensino aos profissionais de saúde. O Distrito Federal (DF) desde 1983 dispõe medidas de incentivo e desenvolvimento de Plantas Medicinais e Fitoterapia na rede pública de saúde. Desta forma o presente trabalho buscou avaliar o perfil dos profissionais de saúde da atenção básica da Regional de Saúde do Paranoá – DF quanto ao uso racional, à aceitação e o conhecimento destes sobre plantas medicinais e fitoterápicos. Foi realizada uma pesquisa descritiva com 54 profissionais mediante a aplicação de questionário semiestruturado e os dados foram analisados pelos Softwares Epi-Info®7 e SPSS versão 20. Observou-se que 98% (n=53) dos profissionais de saúde entrevistados são receptivos ao uso de plantas medicinal e fitoterápico na rede pública de saúde; 66,7% (n=36) dos profissionais prescrevem/orientam ou utilizam a fitoterapia na prática profissional; 38,9% dos profissionais entrevistados têm informações científicas para prescrever/orientar plantas medicinais e fitoterápicos; 75% dos profissionais confiam nos efeitos terapêuticos de plantas medicinais e fitoterápicos e a maior parte dos entrevistados (81,5%) conhecem os fitoterápicos componentes da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME). Os resultados obtidos neste estudo são promissores, pois revela que a Regional do Paranoá tem um potencial ao desenvolvimento da Fitoterapia e das Plantas Medicinais, sendo necessário ainda o desenvolvimento de ações de educação permanente tanto por parte do Ministério da Saúde, quanto pela SES/DF que garantam capacitação destes profissionais.
Abstract: In Brazil, the National Policy on Integrative and Complementary Practices in SUS (PNPIC) and the National Policy on Medicinal Plants and Herbal Medicines (PNPMF) officially started the regulation of complementary and integrative practices in Public Health Services, as well as, by their Directives, stimulate the research and health professionals capacitation in the field of Phytotherapy and Phytomedicines. The Federal District (DF), since 1983, provides incentives to the development and distribution of medicinal plants and herbal medicines in Public Health Services. Thus, the present study aimed to evaluate the primary care Workers from Regional Paranoá, DF, about the rational use, acceptance and their knowledge on herbal medicines and medicinal plants. A descriptive survey was conducted with 54 professionals by applying a semi-structured questionnaire. It was observed that 98 % (n = 53) of health workers were receptive to the use of medicinal plants and herbal medicines in the public health system; 66.7% (n = 36) of the professionals prescribed or used herbal medicine in their professional practice; 38.9% of professionals had some scientific information to prescribe medicinal and herbal plants; 75% of workers said they believe in the therapeutic effects of medicinal plants and herbal medicines; and most of the respondents (81.5%) were able to answer about the herbal components of the National Essential Drugs List (RENAME). The results of this study revealed that the Paranoá Regional presents potential for the development of Herbal and Medicinal Plants Programs; therefore, it is l necessary the development of permanent education actions to improve the Phytotherapy clinical practice of these professionals.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons