Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/13194
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_EsterinaPereiraDias.pdf746,79 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise das variações linguísticas na comunidade Kalunga Vão de Almas
Autor(es): Dias, Esterina Pereira
Orientador(es): Mané, Djiby
Assunto: Linguística
Linguagem e línguas - variação
Kalunga (Comunidade quilombola brasileira)
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 26-Mai-2016
Referência: DIAS, Esterina Pereira. Análise das variações linguísticas na comunidade Kalunga Vão de Almas. 2015. 38 f., il. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: A homogeneidade linguística é uma ilusão, isto é, toda língua está sujeita a variação. Há quem acredite que a sua ausência é patológica. Assim, esse trabalho analisou as variações linguísticas de um grupo de moradores da comunidade Kalunga Vão de Amas, município de Cavalcante GO. Para compor o corpus deste trabalho, foram coletados dados junto a moradores da própria comunidade. Foram selecionados seis sujeitos da pesquisa organizados em dois grupos focais. O primeiro é composto de pessoas mais velhas, na faixa etária de 59 a 72 anos; já o segundo é composto de jovens na faixa etária de 18 a 32 anos. Quanto à fundamentação da pesquisa, recorremos a autores que abordam a Língua, Linguística e VariaçõesLinguísticas, tais como, Bagno (2007), Bortoni- Ricardo (2005), Calvet (2002), entre outros. Com base nesta pesquisa, foram identificadas variações no falar das pessoas que são relacionadas a variações de idade, níveis de conhecimento da língua portuguesa padrão, cultura e contexto.
Abstract: Linguistic homogeneity is an illusion, that is, every language is subject to change. Some believe that its absence is pathological. So ess study analyzed the linguistic variations of a group of residents of the community Kalunga Go to Amas, municipality of Cavalcante GO. To comprise the corpus of this study, data were collected at the community residents. Five research subjects organized into two focus groups were selected. The first is made up of older people, aged 50-75 years; already the second is made up of young people aged 18-30 years. As the foundation of the research, we turn to authors that address the language, linguistics and linguistic variations, such as Bagno (2007), Bortoni- Ricardo (2005), Calvet (2002), among others. Based on this research have been identified variations in speaking of people who are related to variations in age, standard English language knowledge levels, culture and context.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2015.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons