Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/13159
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_AdilenePereiradosSantos.pdf671,15 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Desigualdade de gênero na comunidade Maiadinha no Vão do Moleque : relatos de mulheres kalunga sobre violência e discriminação
Autor(es): Santos, Adilene Pereira dos
Orientador(es): Mané, Djiby
Assunto: Gênero - desigualdade
Mulheres - violência
Violência contra as mulheres
Educação do campo
Kalunga (Comunidade quilombola brasileira)
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 23-Mai-2016
Referência: SANTOS, Adilene Pereira dos. Desigualdade de gênero na comunidade Maiadinha no Vão do Moleque: relatos de mulheres kalunga sobre violência e discriminação. 2015. 55 f. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: Este trabalho trata da desigualdade de gênero na comunidade Maiadinha no Vão do Moleque: relatos de mulheres kalunga sobre violência e discriminação. O objetivo geral desta pesquisa é analisar, por meio dos discursos de mulheres Kalungas, as relações sociais que geram desigualdades e violências de gênero na comunidade Maiadinha no Vão do Moleque e refletir sobre o papel da escola perante essa realidade. A base metodológica partiu das ideias de Creswel (2010) e Gerhardt e Silveira (2009). Para a sua realização foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, por meio da observação participante e a entrevista semiestruturada, com oito mulheres da localidade, distribuídas em dois grupos: lideranças e não lideranças. A coleta de dados ocorreu nos meses de abril a setembro de 2015, com base em procedimentos que possibilitaram maior aproximação entre o pesquisador e a amostra em estudo. .Através dos dados obtidos e das discussões teóricas feitas através de fundamentos como os de Azevedo (1985), Baiocchi (2006), Dias (2014), Molina (2010), Caldart (2012), Silva (1980), Teles (2003), e entre outros foi possível verificar que há necessidade de que a escola do campo represente o seu papel inclusivo e fortalecedor das lutas das mulheres desta comunidade por terem os seus direitos sociais e dignidade humana fortalecidos, de maneira que o papel da educação possa exercer transformações importantes quanto à valorização da mulher quilombola, que tem contribuído em muito para a construção histórica da sociedade, tanto pelo seu trabalho, quanto pelo apoio destinado às conquistas obtidas na realidade social de onde estão inseridas.
Abstract: This work deals with gender inequality in Malhadinha community in the Go Molech: reports kalunga women about violence and discrimination. The overall objective of this research is to analyze, through the speeches of Kalungas women, social relations that generate inequalities and gender-based violence in the community Maiadinha Go to Molech and reflect on the role of school before this reality. The methodological basis of the left Creswel ideas (2010) and Gerhardt and Silveira (2009).Keywords: Gender Inequality. Violence. Woman. Rural Education. For its realization a qualitative research was developed, through participant observation and semi-structured interviews with eight women of the town, divided into two groups: leaders and not leaders. Data collection occurred from April to September 2015, based on procedures that allowed closer relationship between the researcher and the study sample. Through the data obtained and the theoretical discussions made by fundamentals such as Azevedo (1985), Baiocchi (2006), Dias (2014), Molina (2010), Caldart (2012), Silva (1980), Teles (2003) and among others observed that there is need for the field school representing their inclusive role and strengthening the struggles of women of this community to have their social rights and human dignity strengthened, so that the role of education can have significant transformations as the appreciation of maroon woman who has contributed greatly to the historic building society, both for their work, as the support for the achievements in the social reality in which they operate.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2015.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons