Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/12645
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_TamaraSilvadaCosta.pdf776,43 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Consultórios na rua do Distrito Federal e perfil dos profissionais de saúde no ano de 2015
Autor(es): Costa, Tamara Silva da
Orientador(es): Araújo, Wildo Navegantes de
Assunto: Atenção primária à saúde
População em situação de rua
Cuidados de saúde
Saúde pública
Consultório na rua
Data de apresentação: 11-Dez-2015
Data de publicação: 28-Mar-2016
Referência: COSTA, Tamara Silva da. Consultórios na rua do Distrito Federal e perfil dos profissionais de saúde no ano de 2015. 2015. 53 f., il. Monografia (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Introdução: O consultório na rua é uma estratégia integrada à Atenção Primária à Saúde, são equipes de caráter itinerante e multiprofissionais, norteadas pelos princípios da Universalidade, Integralidade e Equidade que oferece e coordena a atenção a saúde a população em situação de rua, prevista a Política Nacional de Atenção Básica e definida pela portaria nº 122 de 2011. O Distrito Federal tem aproximadamente 2.512 pessoas vivendo em situação de rua segundo Censo realizado pelo Projeto Renovando a Cidadania em 2010 e conta com três consultórios na rua, sendo localizados em Plano Piloto (Brasília), Taguatinga e Ceilândia. Objetivos: Descrever os consultórios na rua do Distrito Federal e o perfil dos profissionais no ano de 2015. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional e descritivo de caráter transversal, de abordagem quantitativa e qualitativa, descrevendo o perfil demográfico dos profissionais e caracterizando os consultórios na rua e as atividades desenvolvidas pelas equipes. Resultados: As três equipes de consultório na rua do Distrito Federal apresentam estruturas distintas referentes a tecnologias que influenciam diretamente em sua produtividade. A equipe do Plano Piloto situa-se em espaços junto ao Centro POP e conta com oito profissionais de saúde – 44,4%, Taguatinga e Ceilândia dividem espaços a centros de saúde e contam com cinco profissionais cada– 27,8%, dentre a população, maioria– 66,7% são de nível superior, e 33,3% são técnicos em enfermagem. As equipes são compostas predominantemente pelo sexo feminino– 55,6% e jovens, na faixa etária de 26-30 anos, com média de 25,3 meses de tempo de serviço, sendo que a distribuição é maior no intervalo de 31-36 meses, exercendo 20 ou 40 horas semanais. As equipes possuem carro, sendo que apenas Taguatinga tem motorista lotado à equipe. Considerações Finais: É necessária a criação de mais consultórios na rua para cobrir todo o território em saúde, fortalecer e ampliar os recursos tecnológicos dos consultórios na rua já estabelecidos no Distrito Federal, além de serem necessárias mudanças na portaria nº 122 de 2011 que visem flexibilizar a carga horária e a inclusão de motorista como profissional exigível a compor a equipe. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction: The office in the street is an integrated strategy to Primary Health Care, are itinerant and multidisciplinary teams, guided by the principles of Universality, Completeness and Fairness that offers and coordinates the attention to health in the homeless persons, provided to National Policy Basic and defined by ordinance nº. 122 of 2011. The Distrito Federal has about 2,512 homeless people according census conducted by the Renewing Citizenship Project in 2010 and has three offices in the street, being located in the Plano Piloto (Brasília), Taguatinga and Ceilândia. Objectives: To describe the offices in the street of the Distrito Federal and the professional profile in the year 2015. Methods: This was an observational and descriptive of transversal study, quantitative and qualitative approach, describing the demographic profile of professionals and featuring offices in the street and the activities developed by the teams. Results: The three office teams on the streets of the Federal District have different structures related to spaces and technologies that influence directly in their productivity. The master Plano Piloto team is located in spaces next to POP Center and has eight health workers - 44.4%, Taguatinga and Ceilândia divide lengths health centers and have five 27,8% each- professionals, among the population, most- 66.7% are top level, and 33.3% are nurses. The teams are composed predominantly feminine-sex by 55.6% and young people, aged 26-30 years, mean 25.3 months of service time, and the distribution is higher in the range of 31-36 months , exercising 20 or 40 hours a week. The teams have car, and only Taguatinga has driver in the team. Final Thoughts: It is necessary to create more offices in the street to cover the entire territory in health, strengthen and expand the technological resources of the offices in the street already established in the Distrito Federal, as well as being necessary changes in the Ordinance Nº 122 of 2011 to ease the workload and the inclusion as a professional driver required to compose the team.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Saúde Coletiva, 2015.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons