Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/1204
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_FelipeRamalhoSantos.pdf2,27 MBAdobe PDFver/abrir
Título: As bases do comprometimento organizacional expressas por servidores de um órgão do poder judiciário
Autor(es): Santos, Felipe Ramalho de Souza
Orientador(es): Faria, Maria de Fátima Bruno de
Assunto: Comprometimento organizacional
Comportamento organizacional
Servidores públicos
Data de apresentação: 31-Ago-2010
Data de publicação: 4-Nov-2010
Referência: SANTOS, Felipe Ramalho de Souza. As bases do comprometimento organizacional expressas por servidores de um órgão do poder judiciário. 2010. 57 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: Os estudos sobre comprometimento organizacional trazem como marca importante, já há algum tempo, modelos de múltiplas bases para mensurar o construto. Posto isso, este trabalho objetivou mensurar as bases do comprometimento organizacional expressas por servidores de um órgão do poder judiciário, bem como descrever as correlações que se mostraram significativas entre as bases do comprometimento e as variáveis demográficas. A pesquisa foi realizada com 109 servidores efetivos lotados no Fórum da Circunscrição Judiciária de Samambaia – DF. Para isso, foram aplicados questionários com perguntas fechadas, adotando a Escala de Bases do Comprometimento Organizacional – EBACO, construída por Medeiros et al. (2003), e revalidada por Bastos et al. (2008), a qual é composta de 28 itens, sendo quatro para mensurar cada uma das sete bases. Os resultados encontrados mostram que os servidores estão altamente comprometidos com a base obrigação pelo desempenho; comprometidos acima da média com a base afetiva; comprometidos abaixo da média nas bases linhas consistentes de atividades e falta de recompensas e oportunidades; e, finalmente, apresentaram baixo comprometimento com as bases afiliativa, obrigação em permanecer e escassez de alternativas. Atendendo outro objetivo proposto, levando em consideração apenas as correlações que se mostraram significativas, constatou-se que as variáveis “idade” e “tempo de serviço” correlacionam negativamente com a base afetiva. As variáveis “escolaridade” e “cargo” também se correlacionam negativamente, porém a correlação se dá com a base obrigação em permanecer. Por último, a variável “tempo de serviço” se correlacionou positivamente com a base falta de recompensas e oportunidades. Os resultados encontrados descrevem um cenário inicial de como os servidores do judiciário local estão comprometidos, necessitando a ampliação da quantidade e diversidade de organizações estudadas, para haver a identificação de um cenário nacional.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2010.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons