Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/11721
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_DaniloTadeuGomesGaspar.pdf669,77 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Sustentabilidade e rentabilidade : estudo de empresas do setor elétrico listadas na BM&FBOVESPA
Autor(es): Gaspar, Danilo Tadeu Gomes
Orientador(es): Alves, Carlos André de Melo
Assunto: Índice de sustentabilidade empresarial
Empresas - finanças
Data de apresentação: Nov-2015
Data de publicação: 26-Jan-2016
Referência: GASPAR, Danilo Tadeu Gomes. Sustentabilidade e rentabilidade: estudo de empresas do setor elétrico listadas na BM&FBOVESPA. 2015. 50 f. Monografia (Bacharelado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O objetivo geral deste trabalho foi investigar a associação entre a listagem no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e a rentabilidade de empresas do setor de energia elétrica da BM&FBOVESPA, no período de 2012 a 2014. A pesquisa possui abordagem quantitativa e predominantemente descritiva. A amostra intencional foi composta por 22 empresas, sendo 11 delas do setor elétrico e listadas no ISE e as outras 11 também do mesmo setor, listadas na BM&FBovespa, mas não integrantes do ISE. Foi analisada a rentabilidade das empresas, com base no Retorno sobre o Ativo - ROA e Retorno sobre o Patrimônio Líquido - ROE, nos anos de 2012 a 2014, utilizando estatística descritiva e estatística inferencial não paramétrica, com base em testes U de Mann-Whitney e Anova de Friedman. Os resultados da estatística descritiva mostraram indícios de que as empresas listadas no ISE apresentaram uma maior rentabilidade do que as empresas não listadas no referido índice. No entanto, os resultados da estatística inferencial não mostraram diferenças entre a rentabilidade das empresas listadas e não listadas, no nível de significância de 5%. Em geral, os resultados obtidos não reforçam a literatura que indica associações positivas entre a Sustentabilidade Empresarial e os Indicadores Econômico- Financeiros. Entretanto, os resultados reforçam os achados de Tupy (2008), que não encontrou relação significativa entre o investimento ambiental e o ROE. Esta pesquisa tratou um tema atual e busca contribuir para melhor entender os resultados da adoção de práticas de sustentabilidade por empresas listadas em bolsa no Brasil.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2015.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons