Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10900
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_GuilhermedaCostaBrasil.pdf677,37 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Conhecimento das mães sobre a alimentação de lactentes a partir dos seis meses de idade
Outros títulos: Mother knowledge regarding nourishment of infants over six months
Conocimiento de las madres sobre la alimentación de lactantes a partir de los seis meses de edad
Autor(es): Brasil, Guilherme da Costa
Orientador(es): Ponce de Leon, Casandra Genoveva Rosales Martins
Assunto: Mãe e filhos
Alimentação infantil
Lactentes
Aleitamento materno
Crianças - alimentação
Data de apresentação: 2-Jul-2015
Data de publicação: 18-Ago-2015
Referência: BRASIL, Guilherme da Costa. Conhecimento das mães sobre a alimentação de lactentes a partir dos seis meses de idade. 2015. 56 f. Monografia (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: INTRODUÇÃO: A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS) recomendam o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida do recém-nascido, e após esse período até chegar aos dois anos ou mais, o aleitamento materno complementado. A alimentação complementar é definida como o período em que outros alimentos ou líquidos são oferecidos em adição ao leite materno. Assim, qualquer alimento oferecido ao lactente, além do leite materno, durante esse período é chamado de alimento complementar. OBJETIVO: Descrever o conhecimento das mães sobre a alimentação de lactentes a partir dos seis meses de vida. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo exploratório e descritivo com abordagem qualitativa, realizado de março de 2014 a junho de 2015, com 30 mães de lactentes de um Centro de Saúde de Ceilândia – DF. Os dados foram obtidos por meio de uma entrevista semi-estruturada e análise foi realizada através da análise temática. Todos os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e a pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa pelo CAAE: 33895514.9.0000.5553. RESULTADOS: Constatou-se que as mães não estão oferecendo os alimentos de acordo com o que é preconizado pelo Ministério da Saúde. Elas acreditam oferecer uma alimentação saudável, mas que não corrobora com os próprios relatos. E que ainda faltam alguns pontos a melhorar nas informações que são passadas pelos profissionais de saúde. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os resultados apresentados por este estudo contribuem para direcionar os profissionais na adequação da educação em saúde para as mães, no que tange às orientações nutricionais dos filhos. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
INTRODUCTION: The World Health Organization (WHO) and the Ministério da Saúde (MS) recommend exclusive breastfeeding for the first six months of a newborn's life and after that period, up to two years or more, supplemented breastfeeding is advised. Supplemented feeding is defined as the period in which other foods or liquids are offered in addition to breast milk. Therefore any food given to the infant, other than breast milk during this period is called complementary food. OBJECTIVE: To describe the mother knowledge regarding nourishment of infants over six months. METHODOLOGY: This is an exploratory and descriptive study with an qualitative approach, conducted from March 2014 to June 2015, with 30 mothers of infants at a Health Center in Ceilândia - DF. The data was collected through a semi-structured interview and the analysis was carried out through thematic analysis. All participants signed the Informed Consent and the study was approved by the Research Ethics Committee of the CAAE: 33895514.9.0000.5553. RESULTS: It was found that mothers are not offering food according to what is recommended by the Ministério da Saúde. They consider the offered diet healthy, but that does not corroborate with the reports. Also there are still some points to improve concerning the information given by health care professionals. CONCLUSIONS: The results presented in this study contribute to guide the professionals on the adequacy of health education for mothers, regarding the nutritional improvement of their children. _____________________________________________________________________________ RESUMEN
INTRODUCCIÓN: La Organización Mundial de Salud (OMS) y el Ministerio de la Salud (MS) recomiendan el amamantamiento exclusivo en los primeros seis meses de vida del recién nacido, y después de ese período hasta llegar a los dos años o más, el amamantamiento materno complementario. La alimentación complementaria es definida como el periodo en que otros alimentos o líquidos son ofrecidos en adición a la leche materna. Así, cualquier alimento ofrecido a la lactante, además de la leche materna, durante ese periodo es llamado de alimento complementario. OBJETIVO: Describir el conocimiento de las madres a respecto de la alimentación de lactantes a partir de los seis meses de vida. METODOLOGÍA: Trata de un estudio exploratorio y descriptivo con abordaje cualitativa, realizado de marzo de 2014 hasta junio de 2015, con 30 madres de lactantes de un Centro de Salud de Ceilandia – DF. Los datos fueron obtenidos por medio de una entrevista semiestructurada y el análisis fue realizado a través de análisis temático. Todos los participantes firmaron el Término de Consentimiento Libre y Aclarado y la investigación fue aprobada por la Comisión de Ética en Investigación por el CAAE: 33895514.9.0000.5553. RESULTADOS: Fue posible constatar que las madres no están ofreciendo los alimentos de acuerdo con el que es preconizado por el Ministerio de la Salud. Ellas creen que ofrecen una alimentación saludable, pero que no corrobora con los propios relatos. Y que aún faltan puntos para mejorar en las informaciones que son pasadas por los profesionales de salud. CONSIDERACIONES FINALES: Los resultados presentados por el estudio contribuyen para direccionar los profesionales en la adecuación en salud para madres, que azuza a las orientaciones nutricionales de los hijos.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Enfermagem, 2015.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons