Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10887
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_GessikaCristinaCavalcanteFrota.pdf925,76 kBAdobe PDFver/abrir
Registro completo
Campo Dublin CoreValorLíngua
dc.contributor.advisorCarneiro, Rosamaria Giatti-
dc.contributor.authorFrota, Gessika Cristina Cavalcante-
dc.identifier.citationFORTA, Gessika Cristina Cavalcante. Os três tabus: a sexualidade, o feminino e a terceira idade na saúde coletiva. 2015. 74 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Gestão em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.en
dc.descriptionMonografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2015.en
dc.description.abstractEste trabalho de conclusão de curso em Saúde Coletiva é fruto de uma pesquisa de campo, realizada no Centro de Saúde Nº 4 de Ceilândia – Brasília- DF. O propósito foi descrever e analisar as concepções e as práticas sociais sobre a sexualidade, amor e erotismo das mulheres da “terceira idade”, residentes em Ceilândia/DF. Utilizamo-nos a metodologia de pesquisa qualitativa com cunho etnográfico ao observar o cotidiano do Centro de Saúde. Entre os principais resultados, percebe-se que as mulheres da terceira idade são vaidosas, gostam de dançar e são independentes, porém, submissas aos maridos (referente às casadas) e aos padrões sociais encontrados na sociedade. Conclui-se, então, que existe a sexualidade na mulher da terceira idade, sexualidade que não é reduzida ao “coito” ou relação sexual, mas sim uma sexualidade mais ampla, que envolve, no caso delas: o prazer na dança, o cuidado consigo, o namoro, o prazer de se sentir desejada. O ser percebida, mas saber portar-se.en
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.subject.keywordIdosos - sexualidadeen
dc.subject.keywordMulheres idosasen
dc.subject.keywordMulheres idosas - erotismoen
dc.titleOs três tabus : a sexualidade, o feminino e a terceira idade na saúde coletivaen
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Bachareladoen
dc.date.accessioned2015-08-17T19:20:42Z-
dc.date.available2015-08-17T19:20:42Z-
dc.date.issued2015-08-17T19:20:42Z-
dc.date.submitted2015-
dc.identifier.urihttp://bdm.unb.br/handle/10483/10887-
dc.language.isoPortuguêsen
dc.description.abstract1This course conclusion work in Public Health is the result of field research conducted at the Health Centre number 4 of Ceilândia – Brasília DF. The purpose was to describe and analyze the concepts and social practices of sexuality, love and eroticism of the “seniors” women who live in Ceilândia/DF. We are relying on the qualitative research-methodology with ethnographic observing the Health Centre of everyday life. Among the main results, it is clear that seniors women are vain, like to dance and are independent, however, submissive to their husbands (referring to married) and social patterns found in society. It follows then that there is sexuality in women of old age, sexuality that is not reduced to “intercourse” or sex but rather a broader sexuality, which involvers, in the case: the pleasure of dance, self care, dating, joy to feel desired. Being perceived, but knowing how to behave.-
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva - Campus Darcy Ribeiro



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons