Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10824
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_FernandaCampeloRosa.pdf675,47 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise crítica do “plano de enfrentamento da feminização de aids”
Autor(es): Rosa, Fernanda Campelo
Orientador(es): Rattner, Daphne
Assunto: Promoção da saúde
AIDS (Doença)
AIDS (Doença) - pacientes
Plano Integrado de Enfrentamento da Feminização da Epidemia de AIDS e outras DST
Mulheres - saúde e higiene
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 11-Ago-2015
Referência: ROSA, Fernanda Campelo. Análise crítica do “plano de enfrentamento da feminização de aids”. 2015. 49 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Gestão em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Desde o primeiro caso registrado do Vírus da Imunodeficiência Adquirida (HIV), em 1981, a taxa de detecção de pessoas que vivem com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) tem aumentado com o passar dos anos, tornando-se uma pandemia. Segundo estudos epidemiológicos, houve aumento progressivo dos casos em mulheres, sugerindo uma possível feminilização da epidemia de HIV/Aids. O objetivo desta pesquisa é analisar o “Plano Integrado de Enfrentamento da Feminização da Epidemia de AIDS e outras DST”, verificar os indicadores envolvidos nas metas estratégicas e a identificar quais atividades nele previstas foram executadas. Para coleta de dados foi feita pesquisa em bancos de informações públicas e também entrevistas com informantes-chave a respeito das atividades desenvolvidas no contexto da Gestão e Saúde Pública.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, 2015.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons