Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10370
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_GabrielaMassaFleuryCurado.pdf391,37 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O brincar da criança com paralisia cerebral : a percepção dos cuidadores
Autor(es): Curado, Gabriela Massa Fleury
Orientador(es): Alves, Ana Cristina de Jesus
Assunto: Crianças deficientes
Paralisia cerebral nas crianças
Brincadeiras
Crianças - desenvolvimento
Data de apresentação: 2014
Data de publicação: 5-Mai-2015
Referência: CURADO, Gabriela Massa Fleury. O brincar da criança com paralisia cerebral: a percepção dos cuidadores. 2014. 31 f. Monografia (Bacharelado em Terapia Ocupacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O brincar sempre esteve presente nos estudos dos terapeutas ocupacionais, devido à ação ser uma atividade que auxilia na reabilitação de crianças com deficiência. O objetivo deste estudo foi caracterizar o brincar da criança com deficiência física, a partir da percepção de seus cuidadores. Foi realizada uma entrevista semiestruturada com três cuidadores de crianças com paralisia cerebral, utilizando-se para a análise dos dados a Análise de conteúdo descrita por Bardin. Os resultados mostraram que há valorização dos cuidadores em relação ao brincar, que as brincadeiras sonoras são as mais apreciadas e as que envolvem texturas são as que menos agradam e que há ausência de companhia na brincadeira. Observou-se a forma de escolha da brincadeira da criança com deficiência, a terapia como lugar de propor brincadeira e a influência da terapia ocupacional na percepção da função do brincar. Acredita-se que este estudo pode contribuir ao conhecimento produzido na área. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
The play has always been present in studies of occupational therapists because of the action is an activity that helps in the rehabilitation of children with disabilities. The objective of this study was to characterize the play of children with physical disabilities, from the perception of their caregivers. A semi-structured interview with three caregivers of children with cerebral palsy, using for the analysis of the data content analysis described by Bardin was performed. The results showed that there is appreciation of caregivers about the play, the sound games are the most appreciated and those involving textures are the least pleasing and there is no company in play. There was the form of the child's play of choice with disabilities, therapy as a place to propose joke and the influence of occupational therapy in the perception of the role of play. It is believed that this study may contribute to the knowledge produced in the area.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2014.
Aparece na Coleção:Terapia Ocupacional



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons