Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10287
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_MabiaMilhomemBastos.pdf1,19 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Estudo de carga de doença : impacto da coinfecção tuberculose e vírus da imunodeficiência humana no Brasil, no ano de 2011
Autor(es): Bastos, Mábia Milhomem
Orientador(es): Araújo, Wildo Navegantes de
Assunto: Tuberculose
HIV (Vírus)
Data de apresentação: 4-Dez-2014
Data de publicação: 27-Abr-2015
Referência: BASTOS, Mábia Milhomem. Estudo de carga de doença: impacto da coinfecção tuberculose e vírus da imunodeficiência humana no Brasil, no ano de 2011. 63 f., il. Monografia (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A tuberculose (TB) é de uma doença de relevância para a Saúde Pública pois, apesar dos avanços e de ser uma morbidade evitável e de bom prognóstico se tratada corretamente, ainda há uma incidência e mortalidade elevadas que devem ser consideradas. A doença foi a primeira causa de morte de pacientes com HIV, em 2013, no Brasil e no mundo, representando uns dos principais desafios para o Sistema Único de Saúde. Tendo em vista esse cenário, este trabalho tem o objetivo de estimar a carga da coinfecção de TB-HIV no Brasil, no ano de 2011. Foi conduzido um estudo descritivo exploratório e para medir a carga de doença utilizou-se o indicador de Anos de Vida Perdidos Ajustados por Incapacidade (DALY), que leva em consideração os anos perdidos em razão de uma morte prematura e os anos vividos com incapacidade gerados por uma doença não fatal. O total de DALY por tuberculose no Brasil em 2011 foi 99.871,45 anos. Para TB-HIV, o total foi 18.350,79 anos. Os achados desse estudo evidenciam uma maior carga de doença de TB e TB-HIV associado aos homens, com taxas de 75,21 DALY /100.000 habitantes e 13,38/100.000 habitantes, respectivamente. A faixa etária que deteve a maior taxa de DALY foi a dos 45 aos 59 anos para TB e a dos 30 a 44 anos para TB-HIV. Os resultados encontrados nesse estudo reforçam a magnitude e a importância da tuberculose e da coinfecção no Brasil. Esse trabalho constitui-se de uma importante ferramenta para auxiliar na análise da situação de saúde e um empenho inicial para estimar a carga de doença de TB-HIV no país. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
Tuberculosis (TB) it is an important disease for public health, because, despite of advances and being a preventable disease with a good prognosis if treated correctly, it still have high incidence and mortality that must be considered. TB was the first cause of death among people living with HIV, in 2013, in Brazil and in the world, representing one of the main challenges for the Brazilian National Health System. Considering this scenario, the research aimed to estimate the burden of disease for TB-HIV in Brazil, in 2011. It was conducted a descriptive exploratory study and for measure the burden of disease, it was used the indicator of Disability Ajusted Life Years (DALY), which considers the premature death and the years lived with disability for a non-fatal event. The total of DALY for Tuberculosis in Brazil in 2011 was 99.871,45 years. For TB-HIV, the total was 18.350,79 years. The findings in this study show a higher burden of disease for TB associated with men, with rates of 75,21 DALY/100.000 habitants and 13,38/100.000 habitants, respectively. Higher rates of DALY for TB were found in the 45 and 59 age range and for TB-HIV in 30 and 44 age range. The results found in this study reinforce the magnitude and importance of tuberculosis and coinfection with HIV in Brazil. This research is an important tool for analysis of the health situation and a first effort to estimate the burden of disease for TB-HIV in the country.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Saúde Coletiva, 2014.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons