Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10007
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_LeidianedaCruzLima.pdf523,92 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Conquistas, limites e desafios da política de educação superior do campo na voz dos estudantes da LEdoC UnB
Autor(es): Lima, Leidiane da Cruz
Orientador(es): Reck, Jair
Assunto: Políticas educacionais
Ensino superior
Educação do campo
Data de apresentação: 3-Dez-2014
Data de publicação: 23-Mar-2015
Referência: LIMA, Leidiane da Cruz. Conquistas, limites e desafios da política de educação superior do campo na voz dos estudantes da LEdoC UnB. 2014. 42 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Brasília-DF, 2014.
Resumo: O presente trabalho traz reflexões teóricas e empíricas pautando a discussão sobre as políticas públicas de educação superior do campo. A metodologia utilizada foi estudos bibliográficos e entrevistas com sujeitos protagonistas para qual esta política se destina, ou seja, estudantes da Turma Panteras Negras, quarta turma da Licenciatura em Educação do Campo (LEdoC) da UnB, a fim de problematizar as temáticas em estudo. A educação tem se caracterizado como um espaço de precariedade por descaso, especialmente por ausência de políticas públicas para as populações rurais. Portanto, aborda a educação do campo como uma concepção de educação criada pelos trabalhadores do campo, formulada como resultado das lutas desse trabalhadores organizados em movimentos sociais, com a finalidade de construir uma educação em um contexto que seja no e do campo. Traz o conceito para a visão dos estudantes da turma Panteras Negras da UnB como uma totalidade, em que se desenvolve todas as dimensões: político, pedagógico, familiar, geográfico e profissional, vivenciando esta política pública dentro da universidade.Para compreender o campo como um território, a educação precisa ser pensada para o seu desenvolvimento. Para tanto, a educação do campo se afirma na defesa de um país vinculado à construção de um projeto de desenvolvimento, no qual a educação é uma dimensão necessária para a transformação. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper presents theoretical reflections guided the discussion on the public policies of higher education field. The methodology used were bibliographical studies and interviews with subject protagonist to which this policy is intended , students of Rural Education Degree ( LEdoC ) UNB class Panthers black in order to problematize the issues under study. Education has been characterized as a precarious space by neglect especially ausênsia of public policies for the people living there. Therefore we address the education field as na educational concept created by the workers of the field, formulated as a result of the struggles of these workers organized in social movements, in order to build a context that will be on education and campo. Triremes concept for vision of students of Black Panthers group as a whole, in which it develops all dimensions: political, educational, family, and professional geographic, are experiencing this policy within the public Universidad. Para understand the field as a territory , education needs to be thought for their development , for both education field stated in defense of a country linked to the construction of a development project , in which education and a necessary dimness for transformation.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2014.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons