Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/9364
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_HerikaLorenaCavalcanteNogueira.pdf1,9 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Design Thinking : uma nova perspectiva para a prática museal
Autor(es): Nogueira, Hérika Lorena Cavalcante
Orientador(es): Kafure Muñoz, Ivette
Assunto: Design Thinking
Prática museal
Museologia
Museus
Data de apresentação: 28-Nov-2014
Data de publicação: 14-Jan-2015
Referência: NOGUEIRA, Hérika Lorena Cavalcante. Design Thinking: uma nova perspectiva para a prática museal. 2014. 105 f., il. Monografia (Bacharelado em Museologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente estudo teve por objetivo elucidar as possíveis contribuições do design thinking para a prática museal. Primeiramente, realizou-se uma análise das transformações pelas quais o Museu passou ao longo do tempo, a fim de compreender como a sociedade passou a ocupar um papel norteador das ações de tais instituições. Em seguida, procurou-se apresentar e analisar a metodologia de design thinking proposta pelo Instituto Hasso Platner de Design da Universidade de Stanford (d.school), pelo fato de sua aplicação em museus e instituições afins. E ainda, buscou-se analisar algumas experiências relacionadas à área dos museus com o design thinking, de modo a identificar como esse processo tem contribuído para a prática museal nesses espaços. A metodologia utilizada consistiu em análise e levantamento de bibliografias pertinentes ao tema de pesquisa, e de estudos de caso de museus e profissionais que adotaram o design thinking em sua prática, valendo-se também da aplicação de questionários. Com base nos dados apresentados e nas análises feitas, tem-se que o design thinking, por ser um processo para a inovação centrado no ser humano, mostra-se como uma alternativa para o desenvolvimento de uma prática museal mais consciente, colaborativa e humana. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present study aims to elucidate the possible contributions of design thinking to the museum practice. First was held an analysis of the transformations that the Museum has gone over time, in order to understand how society has come to occupy a guiding role in the actions of these institutions. After that, it intended to present and analyze the design thinking methodology proposed by the Hasso Plattner Institute of Design at Stanford University (d.school), because of its aplication in museums. Further, it sought to analyze some design thinking experiences related to the museum's field in order to identify how this process has contributed to the museum practice in these places. The methodology consisted in analysis and surveys of bibliographies, relevant to the topic of research, and case studies of museums and professionals who have embraced design thinking into their practice, also making the use of questionnaires. Based on the showed data and on the analyzes made, it is believed that design thinking, as a human-centered process for innovation, is shown as an alternative for the development of a more conscious, collaborative and human-centered museum practice.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Curso de Graduação em Museologia, 2014.
Aparece na Coleção:Museologia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons