Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/9210
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_MariaZeliaCoradodoLivramento.pdf614,84 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Formação continuada dos professores como subsídio para ensinar e avaliar a aprendizagem dos alunos com deficiência intelectual
Autor(es): Livramento, Maria Zélia Corado do
Orientador(es): Dantas, Otília Maria Alves da Nóbrega Alberto
Assunto: Deficiência intelectual
Professores - prática profissional
Professores - formação continuada
Práticas pedagógicas
Educação especial
Data de apresentação: 26-Jul-2014
Data de publicação: 16-Dez-2014
Referência: LIVRAMENTO, Maria Zélia Corado do. Formação continuada dos professores como subsídio para ensinar e avaliar a aprendizagem dos alunos com deficiência intelectual. 2014. 57 f. Monografia (Especialização em Gestão Escolar)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente trabalho teve como foco a realização de uma pesquisa que visa analisar se os educadores sentem-se capazes de ensinar e avaliar os alunos com deficiência intelectual, considerando as possibilidades e limitações de cada um, durante o processo de ensino e aprendizagem no contexto escolar. A escolha por essa pesquisa se deu devido ao fato de que, em conversas informais com educadores, falavam que não sentiam preparados para o trabalho pedagógico com alunos com Deficiência Intelectual (DI). O local do estudo foi numa escola pública de Samambaia Norte – Distrito Federal. A opção pelo estudo de caso qualitativo possibilitou realizar uma análise entre a visão dos educadores e as legislações educacionais vigentes bem como as contribuições de Vigotski, (1995) Gomes; Fernandes; Batista et al (2007), Ropoli; Mantoan; Santos et al., (2010), etc. O instrumento utilizado foi o questionário o qual foi direcionado a professores regentes, pedagogos e professores do atendimento educacional especializado. Os resultados apontaram que há coerência entre as fundamentações teóricas consultadas e dados obtidos nos questionários. Porém os educadores afirmaram que necessitam de cursos de formação continuada de modo que os conteúdos para essa formação sejam, de fato, voltados para prática pedagógica. Observou-se também que a distância entre os educadores e os locais onde são oferecidos os cursos de formação dificultam a ligação entre os mesmos. Outro dado identificado foi quanto ao número de vagas disponíveis nas regionais locais, são insuficientes para a demanda.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Ministério da Educação, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Centro de Formação Continuada de Professores, Secretaria de Educação do Distrito Federal, Escola de Aperfeiçoamento de Profissionais da Educação, Curso de Especialização em Gestão Escolar, 2014.
Aparece na Coleção:Gestão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons