Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/8725
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_AndreLuisKayJuliao.pdf829,16 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho por meio da análise de imagem e testes de germinação e vigor
Autor(es): Julião, André Luís Kay
Orientador(es): Souza, Nara Oliveira Silva
Assunto: Sistema de Análise de Sementes (SAS)
Milho - sementes
Milho - sementes - qualidade fisiológica
Sementes
Germinação
Data de apresentação: 7-Jul-2014
Data de publicação: 22-Out-2014
Referência: JULIÃO, André Luís Kay. Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho por meio da análise de imagem e testes de germinação e vigor. 2014. ix, 35 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A análise de imagem de sementes vem surgindo como uma técnica potencial na avaliação da qualidade fisiológica de sementes por ser rápida e apresentar resultados precisos e muitas vezes não destrutivos. Contudo, necessita ser pesquisada com maior amplitude. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi analisar os resultados obtidos em testes de germinação e vigor e comparar com os dados provenientes da análise digital de sementes, fornecidos pelo Sistema de Análise de Sementes - SAS. Foi utilizado o híbrido de milho comercial Impacto, da empresa Syngenta. Foram realizados os testes de germinação, teor de água, emergência em campo, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado e as avaliações de crescimento de plântulas (comprimento de maior raiz, parte aérea, tamanho total e número de ramificações) em duas formas de avaliações, medição manual e pelo equipamento SAS. Além da comparação de crescimento de plântulas, foram comparados os resultados de germinação e vigor pelas duas formas de avaliações. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado e os resultados foram analisados pelo emprego da análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey. Não foi encontrada diferença significativa nos testes realizados, tanto para crescimento de plântulas, quanto para as avaliações de germinação e vigor. Portanto, o equipamento SAS da empresa brasileira, Tbit Tecnologia e Sistemas, mostrou-se como uma possibilidade promissora na avaliação da qualidade fisiológica em sementes de milho.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Curso de Agronomia, 2014.
Aparece na Coleção:Agronomia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons