Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/8722
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_RildoVieiradeMello.pdf529,12 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A poesia sobe o morro : poesia de participação, antes de tudo, um ato de coragem!
Autor(es): Mello, Rildo Vieira de
Orientador(es): Pilati, Alexandre Simões
Assunto: Andrade, Carlos Drummond de, 1902-1987
Crítica social
Poesia
Data de apresentação: Jul-2014
Data de publicação: 20-Out-2014
Referência: MELLO, Rildo Vieira de. A poesia sobe o morro: poesia de participação, antes de tudo, um ato de coragem!. 2014. 24 f. Monografia (Licenciatura em Letras Português)-Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Há tempos que a atividade da leitura de textos literários e poéticos vem sendo tratados como apenas um bom passatempo. As editoras por sua vez ao investirem em livros de cultura de massa contribuem muito pouco para mudar este tipo de visão, a poesia de participação vem não só quebrar este tipo de pensamento, bem como, causar um espanto aos leitores quando estes se deparam com um poeta engajando-se em causas sociais, ela (a poesia de participação) ainda torna visível a dificuldade que o poeta tem para provar que o poético e social podem conviver, e que estes não são excludentes. A pesquisa foi embasada na opinião de críticos extremamente renomados como Antônio Cândido, Iumna Maria Simon, Theodor Adorno, Roman Jackobson e uma ínfima parte nas opiniões do autor. O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC - constitui-se em discutir as questões anteriormente mencionadas. O principal instrumento de trabalho utilizado foi a obra de Carlos Drummond de Andrade, para sermos mais específicos nos ativemos mais ao poema intitulado Favelário Nacional, por entendermos que este seja um material com subsídios suficiente para produzirmos um trabalho elucidativo sobre as questões. Ao fim de nossa produção esperamos, com a ajuda dos mestres e também com a ajuda da rede mundial de computadores fazer com que os leitores e por que não dizer alguns críticos também, despertem do sono letárgico que constitui a visão ultrapassada em relação à poesia de participação e que estes compreendam a batalha heroica dos poetas quando decidem abraçar a causa social através de seu ofício.
Informações adicionais: Monografia (graduação)-Universidade de Brasília, Faculdade de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2014.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons