Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/8430
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_FernandoTelesdeFreitasAlmeida.pdf339,97 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Uma visão ampla sobre a regra de Taylor para políticas monetárias
Autor(es): Almeida, Fernando Teles de Freitas
Orientador(es): Ellery Junior, Roberto de Goes
Assunto: Estados Unidos
Política monetária
Taylor, regra de
Estados Unidos - política monetária
Bancos centrais
Data de apresentação: 16-Jul-2014
Data de publicação: 19-Set-2014
Referência: ALMEIDA, Fernando Teles de Freitas. Uma visão ampla sobre a regra de Taylor para políticas monetárias. 2014. 47 f. Monografia (Bacharelado em Ciências Econômicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente trabalho monográfico tem como objetivo principal apresentar o tema da regra de Taylor para políticas monetárias de maneira ampla, com o intuito de fornecer ao leitor um contato inicial sobre o assunto, bem como oferecer em sua referência uma possível base de textos para pesquisa dos interessados. A regra de Taylor atrai bastante atenção desde a década de 1990, quando foi sugerida pelo economista John B. Taylor por representar razoavelmente bem as decisões tomadas pelo Banco Central Americano nos anos anteriores à sua proposição de maneira simples e intuitiva. Nesse sentido passará inicialmente pela definição dos regimes de regras de políticas monetárias, suas vantagens sobre o regime alternativo das ações discricionárias dos formuladores de políticas monetárias, além de dedicar atenção à evolução temporal das práticas monetárias, principalmente nos Estados Unidos da América desde a criação do Federal Reserve. Após esta parte inicial, tratamos da regra de Taylor em si, sua definição, seus pontos fortes, bem como seus pontos passíveis de melhoria para, por fim, tirarmos as conclusões sobre a mesma.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, 2014.
Aparece na Coleção:Ciências Econômicas



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons