Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/8353
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_PriscilaAndradeSousa.pdf1,2 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Ensino de geografia : um lugar de “desvelamento” ou de “acobertamento”? (uma abordagem crítica sobre o uso da geografia escolar)
Autor(es): Sousa, Priscila Andrade
Orientador(es): Fernandes, Maria Lídia Bueno
Assunto: Geografia - estudo e ensino
Sociologia educacional
Ideologia
Data de apresentação: 2014
Data de publicação: 11-Set-2014
Referência: SOUSA, Priscila Andrade. Ensino de geografia: um lugar de “desvelamento” ou de “acobertamento”? (uma abordagem crítica sobre o uso da geografia escolar). 2014. 111 f., il. Monografia (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Este trabalho apresenta uma reflexão sobre a geografia escolar e discute qual é a sua contribuição para a formação de sujeitos críticos numa sociedade na qual se faz necessário identificar as ideologias dominantes. São trabalhados conceitos como ideologia, racionalidade e estrutura informal de poder. Faz-se um apelo para uma geografia escolar que se estenda para além dos limites físicos e naturais, que se aproprie do discurso político e social que lhe é pertinente, que relacione objeto e sujeito, texto e contexto, a parte e o todo. Defende-se o emprego da categoria de análise “lugar”, em uma perspectiva dialética, como ponto de partida para compreensão do mundo, possibilitando uma geografia rica de sentido para os sujeitos que aprendem. Procura-se explorar as dificuldades para se alcançar uma educação libertadora, que ultrapasse o visível, que leia as entrelinhas e que problematize as desigualdades sociais à luz de um conhecimento geográfico que desvele os interesses ocultos em um sistema que transforma tudo e todos em mercadoria. Pergunta-se nesse trabalho a quem interessa uma geografia enfadonha, fragmentada e que é inútil fora do contexto escolar, que acoberta e obscurece a estrutura de poder dominante exercida por meio de ideologias que alienam. Nessa reflexão, empreende-se uma pesquisa qualitativa com a metodologia etnográfica no cotidiano de uma escola pública da região periférica de Brasília que denota como o ensino de geografia ainda é aplicado de maneira dicotomizada e descontextualizada, apresenta ainda a visão de alunos e professores a respeito dessa disciplina. ________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper presents a reflection on the school geography and discusses what is their contribution to the formation of critical subjects in a society where it is necessary to identify the dominant ideologies. Concepts such as ideology, rationality and informal power structure are worked. It is an appeal for a school geography that extends beyond the physical and natural boundaries, which owns the social and political discourse that it is relevant, that relates object and subject, text and context, the part and the whole. Argues the employment category of analysis "place" in a dialectical perspective, as a starting point for understanding the world, enabling a rich geography of meaning for the subjects they learn. Attempts to explore the difficulties of achieving a liberating education that goes beyond the visible, to read between the lines and that problematizes social birth of a geographic knowledge to unveil the hidden interests in a system that turns everyone and everything into merchandise inequalities. One wonders who is interested in this work a boring, fragmented geography and that is useless outside of school, which conceals and obscures the structure of power exercised by dominant ideologies that alienate. In this reflection, undertake a qualitative research with ethnographic methodology in the daily life of a public school in the peripheral region of Brasilia, which denotes how the teaching of geography is still applied dichotomized and decontextualized way, still presents the perspective of students and teachers about this discipline.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2014.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons