Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/7850
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_MariadaPenhaAlvesdaSilvaCosta.pdf838,45 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Projeto Educando com a Horta Escolar : perspectivas e realidade na escola municipal Francisco Marcelino da Silva
Autor(es): Costa, Maria da Penha Alves da Silva
Orientador(es): Corrêa, Rosângela Azevedo
Assunto: Educação alimentar e nutricional
Horticultura
Data de apresentação: 21-Fev-2014
Data de publicação: 17-Jul-2014
Referência: COSTA, Maria da Penha Alves da Silva. Projeto Educando com a Horta Escolar: perspectivas e realidade na escola municipal Francisco Marcelino da Silva. 2014. 53 f., il. Monografia (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Carinhanha-BA, 2014.
Resumo: O foco da presente monografia foi o Projeto Educando com a Horta Escolar implantado na escola Francisco Marcelino da Silva no povoado do Marrequeiro, município de Carinhanha-BA. Esse projeto trabalhou com a construção de hortas nas escolas a partir de três eixos: Educação e Currículo, Ambiente e Horta, Educação Alimentar e Nutricional. O objetivo geral da nossa pesquisa foi compreender se a proposta de uma alimentação mais saudável, o engajamento dos alunos no plantio da horta e o cuidado com os alimentos, bem como resgate da questão cultural e dos hábitos alimentares saudáveis do projeto “Educando Com a Horta Escolar” conseguiram ser integrado a todas as disciplinas. O processo de coleta de dados ocorreu entre agosto e dezembro de 2013. Foram construídos dois roteiros de entrevista, uma para os alunos e outro para os professores. Ao todo foram entrevistados cinco professoras e sete alunos do Ensino Fundamental II. Nem todas as ações propostas dentro do projeto foram cumpridas pela escola, nota-se que existe uma certa resistência por parte de alguns professores que não aceitaram literalmente colocar as mãos na terra, alegando que sua função é ensinar a ler e escrever, o que demonstra que não conseguiram perceber a importância do projeto na escola e o potencial que o mesmo permite para provocar mudanças nas atitudes dos alunos, para isso, seria necessário que os professores tivessem uma formação continuada, especialmente na área de educação ambiental. Consideramos que os objetivos propostos neste projeto foram parcialmente alcançados; mesmo não tendo a participação de todos os professores e alunos da escola, o projeto possibilitou a discussão sobre o tema da alimentação saudável, assim como, os alunos conseguiram produzir verduras e hortaliças cultivadas na horta da escola e comê-las na merenda. Porém, consideramos que o envolvimento da família deveria ser maior, pois o projeto busca desenvolver uma alimentação saudável não só na escola, este hábito deveria estar na vida cotidiana dos professores, alunos e seus familiares, por este motivo, sugerimos que a Secretaria Municipal de Educação dê continuidade a este projeto no município de Carinhanha.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Faculdade de Educação, Curso de Pedagogia à distância, 2014.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons