Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/765
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_PriscilaNeryFernandes.pdf1,72 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Redes sociais e processos de aprendizagem informal em uma empresa de telecomunicações
Autor(es): Fernandes, Priscila Nery
Orientador(es): Odelius, Catarina Cecília
Assunto: Aprendizagem informal
Redes sociais on-line
Aprendizagem organizacional
Formação profissional
Data de apresentação: 3-Jul-2009
Data de publicação: 25-Nov-2009
Referência: FERNANDES, Priscila Nery. Redes sociais e processos de aprendizagem informal em uma empresa de telecomunicações. 2009. 78 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Nas últimas décadas as organizações têm buscado novas práticas organizacionais visando aperfeiçoar seus modelos de gestão e manter a qualidade de seus processos voltados ao desenvolvimento de suas principais atividades e aprimoramento de seus colaboradores. Esse contexto tem influenciado as organizações a compreenderem os ambientes individual, grupal e organizacional e a como utilizar essas informações para desenvolver seus colaboradores. Este estudo objetivou identificar e descrever características das redes sociais associadas aos processos de aprendizagem informal na Gerência de Vendas Governo Federal de uma empresa de telecomunicações. Sendo assim, buscou-se identificar os processos de aprendizagem informal e as principais características das redes, para, posteriormente, descrever as características das redes sociais que estão associadas aos processos de aprendizagem informal. Essas redes relacionadas à aprendizagem informal permitem que o ambiente organizacional se torne mais flexível e capaz de se adaptar às mudanças no mercado, principalmente por facilitar as interações entre funcionários de diversos setores e despertar a necessidade do aprendizado coletivo e organizacional. Para isso, escolheu-se uma pesquisa do tipo censitária e descritiva, tendo como instrumento de coleta de dados um questionário constituído de dois blocos: (1) redes sociais e processos de aprendizagem, baseado em Haythornthwaite (2006); e (2) dados sócio-demográficos. Foram aplicados 48 questionários entre os colaboradores, mas apenas 33 foram considerados válidos. Os resultados da pesquisa indicaram que a aprendizagem informal está nos conteúdos relacionados aos processos internos, sistemas de informática e atividades comerciais, disponibilizados por meio de processos de aprendizagem como conversas informais, exemplos, questionamentos e convivência. As redes apresentaram elevado grau de afinidade entre os membros indicados, baixo grau de centralidade e densidade indicando a fragilidade da estrutura dessa rede. Com isso, foram identificadas algumas características das redes que estão associadas aos processos de aprendizagem informal como: (1) presença de especialistas periféricos; (2) conectores centrais das redes; e (3) divisão em cliques.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.