Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6795
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_ClaudioBorgesAlves.pdf751,61 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise, planejamento e utilização de vídeo-experimentos no ensino de química
Autor(es): Alves, Cláudio Borges
Orientador(es): Machado, Patrícia Fernandes Lootens
Assunto: Química - estudo e ensino
Pesquisa experimental
Química experimental
Data de apresentação: 18-Dez-2013
Data de publicação: 15-Jan-2014
Referência: ALVES, Cláudio Borges. Análise, planejamento e utilização de vídeo-experimentos no ensino de química. 2013. 54 f. Monografia (Licenciatura em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O processo de construção da Ciência tem como componente intrínseco a experimentação. Isso se deve, dentre outros fatores, ao fato do pensamento científico ser estruturado por vias de investigação. Dessa forma, encontramos a necessidade de que o ensino de Ciências e, em especial, o Ensino de Química, possua atividades experimentais que possibilitem o desenvolvimento do pensamento crítico-analítico por parte dos estudantes. A despeito disso, vários são os problemas citados por professores quando o assunto é experimentação, indo desde a falta de materiais até a falta de tempo para preparar os experimentos. Diante da evolução dos meios de acesso à informação, vários são os canais que podem ser consultados quando se procura saber mais sobre algum fenômeno, dentre eles, a Internet. Nessa perspectiva, a escola pode tentar usar essa influência inevitável como algo benéfico na resolução de seus problemas. Assim sendo, este trabalho propõe a utilização de vídeos como alternativa a experimentos no ensino de Química. É importante salientar que a proposta inclui a substituição de experimentos inviáveis de serem realizados dentro de uma sala de aula de Ensino Médio visto: periculosidade, dificuldade de obtenção ou elevado preço dos reagentes, produção de resíduos de elevada toxicidade, entre outros. Não defendemos, assim, a utilização dos vídeos em substituição a experimentos presenciais, até porque, hoje são várias as propostas de experimentos com materiais simples e que podem ser realizados pelo professor sem dificuldades. A proposta do trabalho, porém, é que os vídeos sejam utilizados segundo uma abordagem demonstrativa-investigativa, algo que difere de como grande parte dos vídeos é utilizada hoje em dia. Para a execução do trabalho elaboramos dois guias de análise para sistematizar e facilitar a análise a fim de melhorar os resultados. Assim, foram preparadas três propostas de aulas experimentais com três diferentes vídeos disponíveis na Internet.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2013.
Aparece na Coleção:Química



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons