Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6543
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_WalescaAfonsoAlvesPorto.pdf327,76 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A concordância nominal de número : uma pesquisa qualitativa em programas de televisão
Autor(es): Pôrto, Walesca Afonso Alves
Orientador(es): Borges, Cibele Brandão de Oliveira
Assunto: Concordância nominal
Língua portuguesa - variação
Língua portuguesa - gramática
Língua portuguesa - português falado
Televisão - programas
Data de apresentação: 2013
Data de publicação: 8-Nov-2013
Referência: PÔRTO, Walesca Afonso Alves. A concordância nominal de número: uma pesquisa qualitativa em programas de televisão. [2013]. 18 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: A concordância nominal de número no português do Brasil se apresenta como uma regra variável condicionada por fatores linguísticos e extralinguísticos. Nesse sentido, o sintagma nominal pode apresentar variantes com marcas explícitas de plural [-s] e variante zero [0], esta condenada pela gramática tradicional. Estudos foram feitos nessa área com o intuito de determinar os fatores relevantes para condicionar a presença/ausência das marcas formais de plural no sintagma nominal. Esta pesquisa tem o objetivo de investigar as variantes de concordância nominal de número no português do Brasil ao analisar dados de fala de indivíduos em quatro programas da televisão brasileira: Jornal GloboNews, De Frente com Gabi, Esquenta e Casos de Família. Para tanto, os falantes foram divididos em dois grupos: um de baixa a intermediária escolaridade, com até 11 anos de estudo e outro de alta escolaridade, com mais de 11 anos de estudo. Em ambos os grupos, os substantivos, na maioria dos casos, não recebem a marca de plural, e os elementos que se encontram à esquerda do núcleo são mais marcados. Já o numeral desfavorece a marca formal no elemento seguinte, principalmente no grupo de menor escolaridade. Os resultados confirmam que muitos desses fatores encontrados na variedade popular também estão presentes na variedade culta do português brasileiro.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, 2013.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons