Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6371
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_DaianedaSilvaSantos.pdf375,15 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Fatores associados a não realização do exame preventivo Papanicolaou : uma revisão bibliográfica
Autor(es): Santos, Daiane da Silva
Orientador(es): Montagner, Maria Inez
Assunto: Câncer - prevenção
Colo uterino - câncer
Papanicolau (Exame)
Data de apresentação: 16-Jul-2013
Data de publicação: 21-Out-2013
Referência: SANTOS, Daiane da Silva. Fatores associados a não realização do exame preventivo Papanicolaou: uma revisão bibliográfica. 2013. 47 f., il. Monografia (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O câncer constitui um problema de Saúde Pública e apresenta altas taxas de mortalidade nos países em desenvolvimento. As causas para explicar este problema são as mais variadas, entre elas a própria organização do Sistema Único de Saúde – SUS e a qualidade do rastreamento, assistência e do atendimento a essas mulheres. No Brasil, o câncer do colo do útero é o terceiro tipo de câncer que mais mata as mulheres de extratos sociais e econômicos mais baixos. Esta monografia se baseou na seguinte questão: quais são os fatores associados a não realização do exame preventivo Papanicolaou? Os artigos de revisão tiveram como objetivo identificar as evidências científicas sobre os fatores associados a não realização do exame preventivo nas publicações científicas. As bases de dados pesquisadas foram BIREME e SciELO, resultando em quinze artigos após seleção que obedecia a critérios e elegibilidade. Os fatores associados a não realização mais encontrados foram: as baixas condições socioeconômicas, barreiras de acesso à rede de serviços, questões culturais, medo e preconceitos. Estes fatores apresentados sugerem a necessidade de reestruturação dos programas de rastreamento, por meio de implantação de ações bastante efetivas para a detecção precoce do câncer do colo do útero bem como de suas lesões precursoras, diminuindo assim a incidência e a mortalidade desse tipo de câncer em nosso meio.
Abstract: Cancer is a public health problem and has high mortality rates in developing countries. The explanations for this problem are varied, including the organization of the Unified Health System - SUS and tracking quality, service and care to these women. In Brazil, cancer of the cervix is the third type of cancer that kills women from lower social and economic classes. This monograph is based on the following question: what are the factors associated with lack of Papanicolaou? The review articles were intended to identify the scientific evidence on the factors that is associated with lack of preventive screening in scientific publications. The databases searched were BIREME and SciELO, resulting in fifteen articles on criteria selection and who obeyed eligibility. The factors found were: low socioeconomic conditions, barriers to access to network services and cultural issues such as fear and prejudice. The factors presented in this study suggest the need for restructuring of screening programs through implementation of actions quite effective for the early detection of cervical cancer and its precursor lesions, thus reducing the incidence and mortality of this cancer in our midst.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2013.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva - Campus UnB Ceilândia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons