Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6314
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_CamilaSaoBernardoAraujo.pdf431,54 kBAdobe PDFver/abrir
Título: “Acho difícil entender o rótulo” : a rotulagem nutricional na percepção dos consumidores do Distrito Federal
Outros títulos: "I think it’s hard to understand the label" : nutrition labeling on consumer perceptions of the Federal District, Brazil
Autor(es): Araújo, Camila São Bernardo
Orientador(es): Monteiro, Renata Alves
Coorientador(es): Bertolin, Maria Natacha Toral
Gubert, Muriel Bauermann
Assunto: Alimentos - composição
Alimentos - rotulagem
Informação nutricional
Data de apresentação: 5-Out-2012
Data de publicação: 15-Out-2013
Referência: ARAÚJO, Camila São Bernardo. “Acho difícil entender o rótulo”: a rotulagem nutricional na percepção dos consumidores do Distrito Federal. 2012. [34] f., il. Monografia (Bacharelado em Nutrição)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: Objetivo: Caracterizar a percepção de consumidores do Distrito Federal sobre a utilização e o entendimento acerca dos rótulos de alimentos industrializados no momento da compra. Métodos: Foi realizado estudo qualitativo de pesquisa a partir de entrevistas individuais com 30 consumidores em 5 supermercados do Distrito Federal (DF), Brasil, no período de março a abril de 2012. As entrevistas foram gravadas no formato digital, sendo transcritas e analisadas no software ALCESTE. Resultados: A análise lexical do ALCESTE deu origem a cinco Classes, divididas em dois Eixos. O primeiro Eixo se refere à utilização das informações dos rótulos, enquanto o segundo se refere ao entendimento das Informações Nutricionais. Muitas dificuldades de compreensão do rótulo, bem como desinteresse, foram observadas nos discursos dos consumidores, em especial na população menos favorecida socioeconomicamente. Assim, ficou evidente a ineficácia da rotulagem para auxiliar a população em escolhas alimentares mais saudáveis. Conclusões: Para superar as dificuldades de entendimento e o desinteresse dos consumidores é fundamental o investimento em educação nutricional, para que a população brasileira possa realizar escolhas alimentares mais bem informadas e, assim, a rotulagem possa funcionar como uma ferramenta efetiva para auxiliar nas escolhas mais saudáveis. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
Objective: Characterize the consumers’ perception of the Federal District on the use and understanding of food labels at the time of purchase. Methods: We conducted a qualitative research from interviews with 30 consumers in five supermarkets in the Federal District (DF), Brazil, from March to April 2012. The interviews were recorded in digital format, being transcribed and analyzed in software ALCESTE. Results: The lexical analysis of ALCESTE gave rise to five classes, divided into two axes. The first axis refers to the use of label information, while the second refers to the understanding of the Nutritional Information. Many difficulties in understanding the label, as well as disinterest, were observed in the speeches of consumers, particularly in socioeconomically underprivileged population. Thus, it became apparent ineffectiveness of labeling to help people on healthier food choices. Conclusions: To overcome the difficulties of understanding and lack of interest among consumers is a key investment in nutrition education for the Brazilian population can make more informed food choices and thus the labeling can function as an effective tool to aid in healthier choices.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, 2012.
Aparece na Coleção:Nutrição



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons