Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6294
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_RosianaSouzaSilva.pdf979,52 kBAdobe PDFver/abrir
Título: As contribuições da pedagogia para a Associação de Mulheres Empreendedoras (AME) : uma possibilidade de reestruturação organizacional na perspectiva da economia solidária
Autor(es): Silva, Rosiana Souza
Orientador(es): Carvalho, Sônia Marise Salles
Assunto: Economia solidária
Organizações não-governamentais
Pedagogia
Data de apresentação: 24-Jul-2013
Data de publicação: 14-Out-2013
Referência: SILVA, Rosiana Souza. As contribuições da pedagogia para a Associação de Mulheres Empreendedoras (AME): uma possibilidade de reestruturação organizacional na perspectiva da economia solidária. 2013. 100 f. Monografia (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O presente trabalho final de curso consiste em um relato de experiência pedagógica, diante da minha atuação como gerente de projetos em uma Organização Não Governamental (ONG), a Associação das Mulheres Empreendedoras – AME. O objetivo desse trabalho final de curso é propor um processo de reestruturação organizacional por meio da implantação de um sistema de autogestão com base na Economia Solidária na ONG, como instrumento de transformação social. A proposta de intervenção tem como metodologia a pesquisa- ação, considerando a participação ativa nos papéis de pesquisadora e ao mesmo tempo agente ativo de transformação, onde ensino-aprendizagem são constantemente construídos de forma colaborativa entre todos os atores participantes. Os trabalhos fizeram uso da Dádiva – dar, receber e retribuir como ferramenta direcionadora e um olhar voltado para fortalecimento institucional da organização. Ao estabelecer um processo de trabalho mais sustentável, espera-se que haja um salta de qualidade e proficiência nos produtos e serviços educacionais ofertados ao público alvo da organização. Cabe destacar, que a reestruturação dos processos de trabalho, assim como a construção e reconstrução sistemática dos mesmos, ainda está em andamento, e deve ser uma ação contínua, fruto de avaliações, construções e reconstruções do dia a dia. Ante as ações empreendidas durante essa pesquisa-ação, a organização mostra resultados crescentes e animadores, sendo possível ver claramente o amadurecimento dos processos internos e externos da organização, exemplo disso é o trabalho cada vez mais colaborativo, a qualidade das propostas de projetos educacionais, a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem, além da ampliação do número de vagas ofertadas nos cursos. A AME também tem buscado se concentrar na implantação dos processos autogestionários de trabalho, como um processo educativo que deve ser empreendido no dia a dia da organização de acordo com as orientações e premissas da Economia Solidária.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2013.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons