Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/6123
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_VanessadaSilvaGadelha.pdf1,03 MBAdobe PDFver/abrir
Título: A dor no recém-nascido sob a ótica dos enfermeiros
Outros títulos: The pain in the newborn from the perspective of nurses
Autor(es): Gadêlha, Vanessa da Silva
Orientador(es): Ponce de Leon, Casandra Genoveva Rosales Martins
Coorientador(es): Ribeiro, Laiane Medeiros
Assunto: Recém-nascidos - assistência hospitalar
Tratamento intensivo neonatal
Enfermagem pediátrica
Dor em crianças
Data de apresentação: 9-Jul-2013
Data de publicação: 25-Set-2013
Referência: GADÊLHA, Vanessa da Silva. A dor no recém-nascido sob a ótica dos enfermeiros. 2013. 85 f., il. Monografia (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Ceilândia, 2013.
Resumo: INTRODUÇÃO: A nocicepção neonatal é muitas vezes, negligenciada nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Assim, é imprescindível verificar a percepção dos enfermeiros sobre a dor neonatal a fim de prestar uma assistência humanizada, além de prevenir suas repercussões em longo prazo. OBJETIVO: Descrever a percepção dos enfermeiros da UTIN acerca da dor no RN. METODOLOGIA: Estudo do tipo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa realizado com 33 enfermeiras na UTIN do Hospital Regional da Ceilândia e do Hospital Materno Infantil de Brasília no período de agosto de 2012 a maio de 2013. Os dados foram coletados a partir de um roteiro de entrevista semi-estruturado após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa sob o protocolo nº 254/2012. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas por meio da análise de categorias de Bardin. RESULTADOS: O estudo permitiu identificar que todas as entrevistadas reconhecem à sensibilidade do RN a dor, bem como seu manejo. No entanto, verificou-se que há um déficit no conhecimento de escalas que avaliem a dor neonatal. A atualização das participantes acerca da temática se mostrou insipiente, uma vez que a busca de conhecimento ocorre principalmente por meio de práticas diárias e trocas de experiências. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os resultados do estudo contribuem para verificar a necessidade de implementação de protocolos que avaliem a dor neonatal nas unidades estudadas com o objetivo de embasar as ações de prevenção e tratamento da dor, assim como, melhorar a qualidade de assistência de enfermagem. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
BACKGROUND: The neonatal nociception is often neglected in a Neonatal Intensive Care Unit (NICU). So, is indispensable to verify the perception of nurses about pain in the newborn in order to provide humanized care besides to prevent long-term repercussions. OBJECTIVE: Describe the perceptions of nurses about pain in the newborn, in a NICU. METHODOLOGY: The study is an exploratory-descriptive qualitative approach conducted with 33 nurses in the NICU at the Hospital Regional Ceilândia and the Hopital Materno Infantil de Brasilia from August 2012 to May 2013. The data were collected from a semi-structured script interview after signing the consent and approval of the Research Ethics Committee under protocol (254/2012). The interviews were recorded, transcribed and analyzed by the analysis of categories of Bardin. RESULTS: The study revealed that all the interviewed nurses recognize the sensitivity of newborns to pain and its management. However, it was found that there is a deficit in knowledge of scales that evaluates the pain in this age group. The update of the participants on the theme showed incipient, since the pursuit of knowledge occurs primarily through, daily practices and sharing experiences. CONCLUSION: The results of the study helps to determine the needy to implement protocols to evaluate pain in neonatal, in the units studied, in order to base the prevention and treatment of pain, as well as improve the quality of nursing care.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Enfermagem, 2013.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons