Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/5958
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_TatianeAparecidaBomfim.pdf4,49 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Academia da terceira idade : avanços e desafios na perspectiva da promoção da saúde do idoso de Ceilândia - Distrito Federal
Autor(es): Bomfim, Tatiane Aparecida Soares
Orientador(es): Dominguez, Aldira Guimarães Duarte
Assunto: Academias de ginástica
Promoção da saúde
Exercícios físicos para idosos
Data de apresentação: 26-Jul-2013
Data de publicação: 4-Set-2013
Referência: BOMFIM, Tatiane Aparecida Soares. Academia da terceira idade: avanços e desafios na perspectiva da promoção da saúde do idoso de Ceilândia - Distrito Federal. 2013. 63 f., il. Monografia (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O aumento da expectativa de vida e o número de pessoas que chegam à terceira idade são próprios da melhoria da qualidade de vida e fortalecimento das ações de promoção da saúde. A Atividade Física contribui para a melhora de saúde em todas as faixas etárias, em especial na terceira idade, gerando adaptações fisiológicas e psicológicas. A Academia da Terceira Idade (ATI) é um programa já inserido em diversos estados do Brasil. São caracterizadas pela livre circulação e sem custo para todas as pessoas. Podem também estar localizadas em Pontos de Encontro Comunitário (PEC) e são constituídas por um conjunto diferenciado de aparelhos que exercitam por meio do fortalecimento da musculatura, garantida pelo peso do corpo do próprio indivíduo. O objetivo deste trabalho foi identificar os principais avanços e desafios para a adesão dos idosos na prática de atividade física em cinco ATIs da Região Administrativa de Ceilândia/DF. Este estudo consiste em uma pesquisa qualiquantitativa, com a realização de visitas observacionais e aplicação de questionário aos 55 sujeitos selecionados. Este estudo identificou a preocupação das pessoas idosas em se manterem ou se tornarem saudáveis. Os aspectos enaltecidos: reconhecimento dos benefícios trazidos pela prática regular de atividade física; acesso livre aos equipamentos, favorecimento do processo de socialização entre os frequentadores; localização próxima de suas residências e melhoria no estado geral de saúde foram referidos. Problemas como: a falta de segurança, ausência de profissionais habilitados no local e precariedade na conservação e manutenção dos aparelhos também foram mencionados pelos participantes do estudo.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Saúde Coletiva, 2013.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva - Campus UnB Ceilândia



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.