Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/5760
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_GessikaMayumiNakandakariReis.pdf1,99 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Privilégio é lei : um estudo sobre o conceito de privilégio no discurso das Siete Partidas e das Ordenações Afonsinas (séc. XIII-XV)
Autor(es): Reis, Géssika Mayumi Nakandakari
Orientador(es): Coelho, Maria Filomena Pinto da Costa
Assunto: Ibérica, Península (Espanha e Portugal)
Idade Média - história
Ordenações Afonsinas
Privilégios e imunidades
Data de apresentação: Jul-2013
Data de publicação: 1-Ago-2013
Referência: REIS, Géssika Mayumi Nakandakari. Privilégio é lei: um estudo sobre o conceito de privilégio no discurso das Siete Partidas e das Ordenações Afonsinas (séc. XIII-XV). 2013. 39 f. Monografia (Bacharelado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O objetivo principal desta monografia de final de curso é analisar como o conceito de privilégio se configura no discurso jurídico das Siete Partidas e das Ordenações Afonsinas. Pretende-se entender os diferentes significados que o termo pode possuir na documentação selecionada de modo a compreender sua função na sociedade medieval ibérica. O privilégio é um tema pouco analisado pela historiografia, embora seja frequentemente mencionado quando se trata daqueles que estão no topo da hierarquia sociopolítica do medievo. Partindo da análise dos documentos, encontramos sujeitos privilegiados “atípicos”, verificamos qual a relação entre os privilégios e as leis gerais do reino, assim como analisamos a importância da honra para a determinação dos privilégios.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2013.
Aparece na Coleção:História



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons