Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/5479
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_CristinaRibeirodosAnjos.pdf362,2 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A função do silêncio na análise
Autor(es): Anjos, Cristina Ribeiro dos
Orientador(es): Celes, Luiz Augusto Monnerat
Assunto: Silêncio
Psicanálise
Consulta psicológica
Data de apresentação: 2013
Data de publicação: 1-Jul-2013
Referência: ANJOS, Cristina Ribeiro dos. A função do silêncio na análise. 2013. 23 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Teoria Psicanalítica)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O silêncio na sessão de análise intriga muitos analistas e suscita dúvidas. Esse artigo propõe-se a investigar quais as funções do silêncio do par analítico. Baseando-se na teoria de Winnicott, Freud e André Green, percebe-se que o silêncio tem vários significados. Análogo a associação livre, o silêncio do analisando pode representar uma dificuldade de simbolização; uma necessidade de não ser perturbado, resistência, um momento de elaboração e também o desenvolvimento da capacidade de ficar só. O silêncio do analista pode ter uma função associativa, estruturante e promover a elaboração de conteúdos pelo analisando. A utilização do silêncio como material de análise precisa levar em consideração suas diversas funções e sua capacidade de comunicação e prenúncio de uma simbolização pela palavra.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2013.
Aparece na Coleção:Teoria Psicanalítica



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons