Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/5307
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_JulianaMonteirodeAmorim.pdf1,62 MBAdobe PDFver/abrir
Título: A reinterpretação das construções passivas sintéticas
Autor(es): Amorim, Juliana Monteiro de
Orientador(es): Dettoni, Rachel do Valle
Assunto: Língua portuguesa - gramática
Língua portuguesa - português falado
Data de apresentação: 12-Dez-2011
Data de publicação: 6-Jun-2013
Referência: AMORIM, Juliana Monteiro de. A reinterpretação das construções passivas sintéticas. 2011. 59 f., il. Monografia (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: Este trabalho objetiva destacar, por meio de análise e pesquisa, que o uso de orações passivas sintéticas ou passivas pronominais, e sua aceitação pelos falantes nativos, estão mais do que consolidados na realidade atual do falante português brasileiro, inclusive culto. Busca-se também questionar a interpretação passiva atribuída a estruturas VTD + SE + SINTAGMA NOMINAL, conforme prescrevem as gramáticas tradicionais, bem como a classificação do clítico como partícula apassivadora. Para tanto, será feito um breve apanhado do que elucidam alguns gramáticos tradicionais, filólogos e linguistas acerca do tema.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2011.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons