Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/4828
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_JessicaPereiraGarcia.pdf683,18 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da qualidade fisiológica e caracterização morfológica das sementes de duas espécies nativas do Cerrado
Autor(es): Garcia, Jessica Pereira
Orientador(es): Martins, Rosana de Carvalho Cristo
Coorientador(es): Matos, Juliana Martins de Mesquita
Assunto: Sementes - fisiologia
Sementes - viabilidade
Sementes - qualidade
Tecnologia de sementes
Data de apresentação: 1-Mar-2013
Data de publicação: 17-Abr-2013
Referência: GARCIA, Jessica Pereira. Avaliação da qualidade fisiológica e caracterização morfológica das sementes de duas espécies nativas do Cerrado. 2013. 38 f., il. Monografia (Bacharelado em Engenharia Florestal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Os estudos sobre a qualidade de sementes é uma demanda crescente, com isso, pesquisas sobre testes rápidos de avaliação de vigor tem-se intensificado. O teste de condutividade elétrica é promissor para avaliação do vigor e viabilidade de sementes, porém ainda necessita de maiores estudos para uma padronização na metodologia. O objetivo desse trabalho foi verificar a viabilidade de sementes das espécies nativas do Cerrado: Mimosa heringeri Barneby e Senna rugosa (G. Don) H.S.Irwin & Barneby, através do teste de condutividade elétrica por método massal e individual em duas condições fisiológicas diferentes (recém colhidas e envelhecidas artificialmente), correlacionando os dados com a germinabilidade das espécies. A morfologia, biometria e caracterização das estruturas internas das sementes foram feitas a fim de estabelecer parâmetros para a identificação das espécies, com a utilização das sementes. Para as duas espécies foi encontrada diferença significativa na condutividade elétrica entre as condições fisiológicas estudadas. A condutividade elétrica de 5,18μS.cm-¹.g-¹ a 14,66 μS.cm-¹.g-¹ representa lotes com 30,5% de viabilidade na espécie S. rugosa; e 5,57 μS.cm-¹.g-¹ a 17,09 μS.cm-¹.g-¹ representa 63,5% de viabilidade no lote de M. heringeri. Para cada tratamento foram aplicados 10 repetições de 10 sementes e a análise dos dados obtidos foi feita pela análise de variância seguida pelo teste de Tukey a 5% de significância. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The study about the quality of seeds is in a growing demand, therefore, the researches of fast tests for appreciating vigor has intensified. The electrical conductivity test is promising to evaluate the vigor and seed viability, but requires further studies for a standardized methodology. The goal of this study was to check the viability of seeds of native Cerrado: Mimosa heringeri Barneby and Senna rugosa (G. Don) HS Irwin & Barneby, through the electrical conductivity test for the massive and individual method, in two different physiological conditions (newly harvested and artificially aged), correlating the data with the germination of the species. Biometry, morphology and characterization of internal structures were made to stablish parameters for the identification of the species with the use of the seeds. For both species, was found a significant difference in electrical conductivity between the physiological conditions studied. The electrical conductivity of 5.18 μS.cm-1.g-1 to 14.66μS.cm-1.g-1 represents plots with 30.5% of viability in the species S. rugosa; and 5.57 μS.cm-1.g-1 to 17.09 μS.cm-1.g-1 represents 63.5% of viability in the allotment ofM. heringeri. Each treatment was applied 10 repetitions with 10 seeds and analysis of the data was performed by analysis of variance followed by Tukey test at 5% significance.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2013.
Aparece na Coleção:Engenharia Florestal



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons