Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/3764
Título: A ABC e a Embrapa na África, parceria na cooperação técnica : o caso de Moçambique
Autor(es): Lima, José Diniz Ferreira de
Orientador(es): Inoue, Cristina Yumie Aoki
Assunto: Agropecuária - cooperação internacional
Embrapa
Brasil - relações exteriores
África - relações exteriores
Data de apresentação: 2012
Data de publicação: 29-Ago-2012
Referência: LIMA, José Diniz Ferreira de. A ABC e a Embrapa na África, parceria na cooperação técnica: o caso de Moçambique. 2012. 29 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: O presente artigo tem como objetivo demonstrar a forte presença da Agência Brasileira de Cooperação - ABC, órgão do Ministério das Relações Exteriores - MRE, no continente africano como agente do desenvolvimento da Política Externa Brasileira para Cooperação Técnica Internacional, e fomentador dessa política para África em questões de desenvolvimento social e técnico científico. Também, demonstrar como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, seguindo as diretrizes do MRE em ações coordenadas pela ABC, tem transferido à países africanos tecnologias e capacitação técnica bem sucedidas na agropecuária do Brasil. Especialmente, este artigo demonstrará como Moçambique é o caso mais assíduo de cooperação técnica do Brasil para a África, resultante das diretrizes da política brasileira de impulsionamento da Cooperação Sul-Sul. Pelo levantamento quantitativo de projetos coordenados pela ABC/MRE para África, e análise das premissas adotadas pela nossa política de cooperação técnica prestada propor uma explicação de como Moçambique tornou-se, quantitativamente, o maior receptor africano da cooperação técnica brasileira desde 2003.
Abstract: This study is to demonstrate the strong presence of the Brazilian Cooperation Agency (Agência Brasileira de Cooperação – ABC), an agency of the Ministry of External Affairs (Ministério das Relações Exteriores – MRE), in the African continent as an agent of the development of the Brazilian foreign policy for International Technical Cooperation, and developer of this policy for Africa in matters related to social development and technical scientific matters. Also, to demonstrate how the Brazilian Agricultural Research Corporation (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa), following the guidelines of the MRE in coordinated actions by the ABC, has transferred to the African countries technologies and successful technical qualifications in the agriculture and farming business of Brazil. Especially, this article will demonstrate how Mozambique is considered the more assiduous case of technical cooperation of Brazil for Africa, consequence of the pushing forward of the Brazilian policy guidelines of South- South cooperation. According to the quantitative survey of projects coordinated by the ABC/MRE for Africa, and analysis of the premises adopted by our technical cooperation policies to consider an explanation of how Mozambique has become, quantitatively, the greatest African receptor country of the Brazilian technical cooperation since 2003.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política e de Relações Internacionais, 2012.
Aparece na Coleção:Relações Internacionais - Especialização

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_JoseDinizFerreiraLima.pdf130.19 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons