Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/2930
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_NeulabihanMesquitaeSilva.pdf907,83 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Violência e suas diferentes manifestações contra crianças e adolescentes com deficiências matriculadas na rede regular e especial de ensino do Distrito Federal
Autor(es): Silva, Neulabihan Mesquita e
Orientador(es): Mieto, Gabriela Sousa de Melo
Assunto: Violência na escola
Estudantes deficientes
Crianças e violência
Data de apresentação: 30-Abr-2011
Data de publicação: 15-Fev-2012
Referência: SILVA, Neulabihan Mesquita e. Violência e suas diferentes manifestações contra crianças e adolescentes com deficiências matriculadas na rede regular e especial de ensino do Distrito Federal. 2001. 55 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2011.
Resumo: A principal motivação para o desenvolvimento deste trabalho surgiu a partir da atuação no PAV- Programa de Prevenção e Atendimento às Vítimas de Acidentes e Violências, da Secretaria Estadual de Saúde do Distrito Federal – SES/DF. Esta pesquisa objetiva compreender como se manifesta em ambiente escolar as diversas formas de violência intra e extra familiar contra os alunos com deficiência. O desenvolvimento deste estudo se deu com a revisão bibliográfica num primeiro momento, com destaque para a definição das violências; história das crianças no Brasil; transmissão geracional da violência; violência contra pessoas com deficiência e redes de apoio e proteção. Posteriormente, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, através da aplicação de um questionário, contendo questões dirigidas, porém abertas, gravadas em áudio, permitindo a compreensão qualitativa no levantamento e análise dos dados. A pesquisa foi realizada em 04 (quatro) escolas de uma região administrativa do DF, sendo 02 (duas) de ensino regular com experiência em inclusão escolar e 02 (duas) de ensino especial. Foram entrevistadas as orientadoras educacionais das referidas instituições de ensino, totalizando 04 (quatro) participantes do estudo. Os resultados deste estudo demonstraram que a prevenção das violências é realizada de maneira esporádica, mediante palestras e ações muitas vezes descontinuadas no decorrer do ano letivo. A violência sexual foi à única forma de violência que após identificação pela escola, procedeu-se a notificação aos órgãos de proteção e responsabilização. As situações de violência física, negligência e violência psicológica são identificadas, contudo, encontraram-se na categoria indefinida, na maioria dos casos; atuações consistentes contra essas violências não foram reconhecidas no âmbito educacional. Conclui-se que os desafios no campo educacional e das áreas afins para que a inclusão escolar e social das pessoas com deficiência seja efetivada na prática são inúmeros, porém necessários, para que sejam garantidos os direitos dessa população conforme previsto na legislação. Certamente, o desenvolvimento potencial dos alunos com deficiência, dependerá, dentre outros fatores, do engajamento dos educadores no combate as violências contra os referidos educandos.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2011. Curso de Especialização a Distância em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons