Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/2871
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_VictorRabellodaMataMachado.pdf220,39 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Wittgenstein e Heidegger : linguagem e abertura de mundo
Autor(es): Machado, Victor Rabello da Mata
Orientador(es): Lima, Erick Calheiros de
Assunto: Heidegger, Martin, 1889-1976
Wittgenstein, Ludwig, 1889-1951
Linguagem e línguas - filosofia
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 13-Fev-2012
Referência: MACHADO, Victor Rabello da Mata. Wittgenstein e Heidegger: linguagem e abertura de mundo. 2011. 46 f. Monografia (Bacharelado/Licenciatura em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: O trabalho tem como objetivo fazer uma aproximação entre dois dos pensadores mais importantes do século XX: Wittgenstein e Heidegger. Para realizar esta aproximação parte do privilégio dado por estes dois autores para a função de abertura de mundo da linguagem, vista como função mais originária. Ela tornaria possível a utilização da linguagem como representação de fatos do mundo. Para realizar esta aproximação o trabalho se utiliza da obra de dois grandes filósofos contemporâneos Habermas e Apel, que se utilizando das teorias de Wittgenstein e Heidegger explicitam o modo como compreendem a teoria destes. A linguagem passa a ser aquilo que permite aos objetos do mundo a aparecerem, para depois em outro momento, se tornando uma linguagem empírica se ligar aos fatos do mundo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The essay has as it’s objective show a relation between two of the most import thinkers of the XX century: Wittgenstein and Heidegger. To show this relation starts from the privilege given by this two authors to the language function of opening a world, seen as more original. It would make possible the use of language as representing facts from the world. To show this relation the essay uses the works of two great contemporary philosophers Habermas and Apel, that utilizing Wittgenstein’s and Heidegger’s theories show the way they understand these latest ideas. Language starts to be the thing that allows objects to show, to in another moment, becoming an empiric language connect with facts from the world.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Departamento de Filosofia, 2011.
Aparece na Coleção:Filosofia - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons